Siga-nos

História

Pátio do Jabaquara começou a ser construído há 50 anos

Publicado

em

Fotos - Metrô em construção

Há 50 anos, em 1°/04/1971, eram iniciadas as obras do Pátio Jabaquara. Sua construção transformou radicalmente a paisagem da região.

“O local era uma baixada ocupada por várias chácaras”, lembra o geólogo e ex-chefe do Departamento de Projeto Civil da Companhia do Metrô, Kenzo Hori, que trabalhou no projeto da obra.

Admitido em 1968, Kenzo Hori, um dos primeiros funcionários do Metrô, começou como analista de projetos e deixou a empresa em 1999, na condição de chefe do Departamento de Projeto Civil.

Atualmente, 1.027 pessoas trabalham no Pátio Jabaquara, entre funcionários do Metrô e colaboradores terceirizados.

O pátio ocupa uma área total de 330.000m², que conta com estacionamento para 52 trens, oficinas de manutenção, uma gigantesca máquina para lavar as composições, edificações administrativas, almoxarifado  e a sede da universidade corporativa da Companhia.

O Jabaquara

A Chegada do metrô, no final da década de 1960 e início da década de 1970, representou uma verdadeira revolução no Jabaquara e bairros próximos. Naquela época, importante lembrar, o metrô ainda era uma empresa munimcipal até 1979, quando foi assumida pelo Governo do Estado. Atualmente, a Companhia do Metropolitano é uma empresa de economia mista.

Mas, já nessa fase inicial de obras, entre 1968, quando foi fundada a empresa, até 1974, quando foi inaugurado o primeiro ramal entre Jabaquara e Vila Mariana, o transporte subterrâneo rápido sempre gerou expectativas positivas na população.

O bairro, que já estava em transformações  por conta do crescimento populacional, tornou-se alvo de grande interesse, impulsionado pela facilidade de transporte que se avizinhava.

No início da década de 1970, com a criação da EMURB (Empresa Municipal de Urbanismo) foi  idealizado o projeto CURA – Comunidades Urbanas de Recuperação Acelerada para as duas pontas da primeira linha do metrô, a Azul: Jabaquara e Santana.

O projeto só se viabilizaria a partir de 1976, já com o metrô em funcionamento, mas mudou a cara do bairro: foram construídos equipamentos para garantir estrutura: foram inaugurados o Hospital Municipal do Jabaquara (Arthur Ribeiro Saboya), o Centro Cultural Jabaquara (atual Culturas Negras) e o Parque da Conceição (Lina e Paulo Raia), entre outros.

 

Advertisement
1 Comentário

1 Comentário

  1. Eduardo

    4 de abril de 2021 at 22:24

    Orgulho de morar no Jabaquara…parabéns…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados