Siga-nos

Urbanismo

Parque surge no Novo Rio Pinheiros

Publicado

em

Aos poucos, São Paulo está ficando mais verde, mais aberta ao lazer, às bicicletas, ao esporte, à cultura. Na zona sul paulistana, está surgindo o Parque Bruno Covas – Novo Rio Pinheiros.

O nome se explica porque a criação do parque se integra ao projeto do Novo Rio Pinheiros, que promete um rio despoluído – porém não de água potável, é bom ressaltar – – ainda esse ano de 2022.

Muitos já ouviram falar na Ciclovia do Rio Pinheiros que tem uma função não apenas esportiva e de lazer, mas é também uma alternativa de transporte que se interliga às estações CPTM existentes ao longo do Rio.

Mais do que isso, a ciclovia é uma das estruturas que integra o novo parque. Agora, em julho, serão entregues outras atrações: o Mirante e a Passarela Flutuante.

As novidades fazem parte do programa de revitalização do local e somam-se aos equipamentos de uso público e gratuito já instalados. O espaço abrange dois trechos: um de 8,2 quilômetros entre a sede do Pomar Urbano e a Ponte Cidade Jardim, na margem oeste do canal, e outro, de 8,9 quilômetros, entre as pontes Cidade Jardim e a área de Retiro da CPTM, nas proximidades da ponte do Jaguaré.

Por ser um parque “linear”, ou seja, que segue em linha ao longo do rio, ele parte da Zona Sul mas se estende até a zona oeste da cidade.

No primeiro trecho já foram implantados ciclovia, pista de caminhada, playgrounds, áreas de piquenique, estações de ginástica e o mirante flutuante. Os Centros de Convivência e apoio a visitação do Parque Global, Cidade Jardim, Pomar Urbano e Morumbi estarão disponíveis já nesta sexta-feira, 1º de julho.

A passarela flutuante e a de interligação do Hub Global ao Parque Bruno Covas, poderão ser utilizadas pelo público a partir de 15 de julho.  Em breve também serão inauguradas as novas quadras poliesportivas e de areia, além dos novos sanitários.

O segundo trecho, que possui previsão de entrega para o próximo semestre deste ano, contará com equipamentos de esporte, lazer e cultura.

Além disso, os projetos dos dois trechos contemplam novas áreas verdes e manutenção dos plantios existentes, áreas de descanso e alimentação, facilidades e serviços voltados aos ciclistas, banheiros, assistência de primeiro-socorros e conexão intermodal com as ciclovias e com as estações de ônibus, Metrô e CPTM, entre outros. Também estão previstos no projeto do Trecho 2 mais quatro Centros de Convivência: Eusébio Matoso, Cidade Universitária, Jaguaré e Retiro. Todas as estruturas e atrativos serão de uso público e gratuito.

No total, o investimento privado estimado é de R$ 58 milhões. A revitalização será realizada pelos consórcios Parque Linear Novo Rio Pinheiros no trecho 1; e Parque Novo Rio Pinheiros no trecho 2, selecionados por meio de Chamamento Público. Para quem vai ao parque, o melhor acesso é pela estação Vila Olímpia.

Ciclovia Rio Pinheiros

A pista já recebe mais de 100 mil pessoas/mês e está aberta diariamente, entre 5h30 e 18h30. O local pode ser acessado pelos usuários por seis pontos diferentes: pela Rua Miguel Yunes, entre as estações Jurubatuba e Autódromo, Estação Jurubatuba, Passarela da EMAE, junto à estação Vila Olímpia, Estação Santo Amaro, Passarela Parque do Povo e Ponte Cidade Universitária.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados