Jornal São Paulo Zona Sul

Novo trecho do córrego Mirassol foi canalizado

As obras de canalização do córrego Mirassol, na Saúde, estavam paralisadas desde 2012 mas foram retomadas em 2017. E nessa semana, houve a entrega oficial de um novo trecho canalizado.

A obra faz parte de uma série de ações que prevê a redução de alagamentos em pontos críticos por toda capital. “Com essa canalização, dobra a vazão da água”, explicou o prefeito Bruno Covas.

O trecho canalizado fica entre as ruas Simão Lopes e Dom Vilares e também entre as ruas dos Operários e Gilka, numa extensão de 1.280 metros. Além da canalização, foi implantado novo sistema de microdrenagem, responsável por captar as águas na Rua dos Operários e direcioná-las para as novas galerias.

Atualmente está em obras o trecho do Córrego Mirassol localizado entre a Rua Dom Vilares e Av. Nossa Senhora da Saúde, com uma extensão de 359 metros. Nesta etapa, onde o córrego já é canalizado, está sendo implantado reforço da galeria existente, aumentando assim a capacidade de vazão. Os trabalhos foram iniciados em março e serão concluídos em novembro.

Com a conclusão da atual etapa de obras, estarão executadas todas as intervenções previstas no contrato. Para a canalização do Córrego Mirassol, entre Rua dos Operários e Av. Nossa Senhora da Saúde, estão sendo investidos R$ 8,5 milhões por meio de recursos do Fundo de Desenvolvimento urbano-FUNDURB e do Fundo Municipal de Saneamento-FMSAI.

Ali perto, no córrego Ipiranga, também estão em andamento as obras dos dois reservatórios no Viaduto Aliomar Baleeiro tiveram início em agosto de 2017 e serão finalizadas em 2019. Já o reservatório Lagoa Aliperti, de acordo com a Prefeitura, está em fase de montagem do canteiro de obras.

SIURB está finalizando os Cadernos de Drenagem (plano de controle de cheias) para as bacias dos córregos Uberaba e Anhangabaú. Os estudos serão concluídos neste ano.

Outra obra prevista nos planos de metas de todas as últimas gestões era a readequação da Bacia dos cõrregos Das Éguas e Paraguai, sob as avenidas Ascendino Reis e Avenida José Maria Whitaker. Ali, acontecem as famosas e históricas enchentes em frente ao Tribunal de Contas do Município. Mas, a obra foi repetidamente adiada e não há nenhuma previsão de quando sairá do papel.

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!