Siga-nos

Transporte

Nova estação Santa Cruz será construída para atender Linha 5

Publicado

em

Quando concluída a interligação da Linha 5 Lilás com a Linha 1 Azul, movimento deve crescer muito na Santa Cruz

As obras de expansão da Linha 5 do metrô na região ganham um ritmo cada dia mais intenso. Agora, está começando o processo de demolição de imóveis nas proximidades da estação Santa Cruz. Ali, o metrô praticamente construirá uma nova estação, para permitir o aumento de fluxo previsto com a interligação do metrô que vem de Santo Amaro e se interligará ali com a linha azul, que faz o percurso central da cidade.
Em recente entrevista ao jornal Valor Econômico, ao comentar a atual sobrecarga da estação Paulista do metrô, na linha amarela, o secretário de Transportes Metropolistanos, Jurandir Fernandes disse não houve erro de planejamento. Segundo Fernandes, o problema é que o túnel subterrâneo de interligação da estação Paulista previa que a Linha 5 já estaria ligada à rede e, assim, absorvesse parte da demanda. Como a linha ficou três anos parada, ele avalia que o problema só se resolverá no futuro. “A tendência é de reequilíbrio.”, declarou ao jornal. Essa situação faz com que a única solução para a Companhia do Metropolitano seja acelerar as obras da linha 5.
Para evitar a superlotação da estação Santa Cruz, que já é uma das mais movimentadas da cidade, o prédio existente na esquina das Ruas Domingos de Morais e Pedro de Toledo será transformado em uma nova estação. O prédio está todo envolto em tapumes, a Rua Pedro de Toledo está com uma faixa interditada ao tráfego, tudo para facilitar a demolição do prédio que já foi uma escola de teologia e, mais recentemente, abrigava uma loja de utensílios domésticos.
Vale lembrar que a Linha 5, além de facilitar o acesso de moradores de Santo Amaro à região central da cidade, também servirá para levar pessoas de todos os cantos da capital para hospitais como o São Paulo, o do Servidor, Alvorada, Evaldo Foz e Edmundo Vasconcelos. As estações ainda devem atrair frequentadores de parques, como o Ibirapuera e das Bicicletas, e do comércio de Moema, incluindo o Shopping Ibirapuera.
As estações já deveriam estar prontas, de acordo com o cronograma das obras apresentado em 2008. Atualmente, o metrô fala que a obra será concluída só daqui a três anos, em 2015.

 

 

Metrô promove concurso de arte

 

O Governo do Estado está mostrando que as obras de expansão da rede estão aceleradas e também está buscando atrair os usários para conhecer melhor os projetos.
Uma das ações é a apresentação de uma maquete da expansão da Linha 2 – Verde, em monotrilho, que está em exposição na estação Vila Prudente. O módulo em exposição é uma réplica dos carros que estão sendo fabricados pela Bombardier na cidade de Hortolândia, no interior paulista. Pode ser visitado pelos usuários do Metrô e por demais interessados, sempre de quarta a sábado, das 10 às 19 horas, e aos domingos, das 10 às 17 horas. No interior desse módulo do trem, os visitantes conhecerão o design futurista, além dos recursos tecnológicos disponíveis, como câmeras internas de vigilância eletrônica e ar-condicionado.
Outra ação é o concurso cultural “Tá pintando um novo metrô”, para decorar os trens que vão operar no prolongamento da mesma Linha 2. A participação é aberta a qualquer maior de idade. O vencedor terá a arte aplicada no primeiro e no último carro (vagão) de cada trem. As inscrições vão até 3/9 no site www.tapintandoumnovometro.com.br.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados