Siga-nos

Cultura

Nem todos espaços culturais municipais foram reabertos

Publicado

em

A cidade de São Paulo foi reclassificada na Fase Verde do Plano São Paulo, que estabelece as regras para reabertura dos espaços públicos e privados conforme os índices da pandemia de Covid. E ainda no final de setembro, a Prefeitura já havia estabelecido os protocolos para a reabertura dos equipamentos culturais – museus, cinemas, teatros, bibliotecas, centros culturais. Mas, mesmo com a abertura de muitos já se tornando uma realidade na maioria dos casos, vários prédios da própria Prefeitura continuam fechados e oferecendo apenas programação online.

Entre os teatros municipais, por exemplo, só o Arthur Azevedo, na zona leste, foi reaberto. Teatros da zona sul como o João Caetano, na Vila Clementino, e o Paulo Eiró, em Santo Amaro, permanecem sem atividades. Há alguns espetáculos online que podem ser conferidos pela população, de outras unidades, que pode ser conferido pelo site culturaemcasa.com.br.

As bibliotecas Amadeu Amaral, no Jardim da Saúde, e Roberto Santos, no Ipiranga, reabrem na segunda, dia 19 de outubro. As bibliotecas Paulo Duarte, no Jabaquara, Belmonte, em Santo Amaro, e Raul Bopp, na Aclimação, vão reabrir no dia 3 de novembro.

Já a biblioteca Viriato Correa, uma das mais tradicionais da região, não está na programação inicial de reabertura. Segundo a Secretaria Municipal de Cultura (SMC), a reabertura não acontecerá agora por conta dos “ altos índices do bairro relacionados à Covid-19”. Mas, informa que a biblioteca também passa por uma pequena reforma e deve reabrir no dia 23 de novembro.

Já o Centro Cultural São Paulo, na Rua Vergueiro, localizado a 2,7km da Biblioteca, abre na segunda, 19 de outubro suas áreas comuns e no dia 20/10 as bibliotecas e acervos. As áreas comuns vão abrir todos os dias, das 10h às 18h, as bibliotecas de terça a sexta, das 11h às 15h, e os acervos também de terça a sexta, das 11h às 15h, mas o atendimento acontece mediante agendamento prévio.

O Sítio da Ressaca, localizado ao lado da Biblioteca Paulo Duarte, no Centro de Culturas Negras, continua fechado. O local, que é uma casa bandeirante do século XVIII, apresenta problemas estruturais e, de acordo com a SMC passará por reforma e deve reabrir somente em 2021.

O Centro de Culturas Negras (Centro Cultural do Jabaquara), por sua vez, já está aberto desde 13 de outubro. Funciona de terça a domingo, das 9h às 15h.

A Casa Modernista, que fica também na Vila Mariana e integra o circuito de casas históricas conhecido como Museu da Cidade, vai reabrir no dia 3 de novembro, de terça a domingo, das 11h às 15h.

Paulista Cultural

Instituições culturais localizadas na Avenida Paulista também já reabriram as portas dia 13 de outubro: Casa das Rosas, Centro Cultural Fiesp, Instituto Moreira Salles, Itaú Cultural, Japan House São Paulo e MASP já recebem visitantes. O Sesc Avenida Paulista, que também integra o eixo conhecido como Paulista Cultural, já está em funcionamento, mas apenas com os serviços de odontologia para pacientes em tratamento e ginástica multifuncional para alunos matriculados, ambos com agendamento prévio, assim como outras unidades Sesc.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados