Siga-nos

História

Museu Lasar Segall busca relatos para marcar 50 anos de história

Publicado

em

Desde 1932, o artista plástico lituano Lasar Segall morou na Rua Afonso Celso, na Vila Mariana, em casa construída pela concunhado, o arquiteto modernista Gregori Warchavchik. Ao lado da residência, também foi criado um atelier, onde o artista lituano naturalizado brasileiro planejava construir uma Escola de Arte.
Mas, antes que o projeto fosse concretizado, Segall faleceu, em agosto de 1957. Dez anos depois, entretanto, o espaço todo – casa e atelier – seriam transformados em um Museu que levaria esta história adiante. Interativo, provocativo, o espaço cultural inovava ao estimular atividades entre seus frequentadores desde o princípio.
Agora, prestes a completar seu cinquetenário, o Museu novamente busca o público, a comunidade do entorno, os amantes de arte a participarem de sua história. No site da instituição, foi colocado à disposição do público umformulário para que qualquer interessado possa deixar seus relatos sobre seu relacionamento pessoal com o museu.
Pode ser uma história, uma memória, uma visita feita com a escola no passado, um café nas sombras do seu jardim… Podem ser visitantes novos ou antigos, o importante é contar como o Museu mexeu com sua vida. Os depoimentos vão compor um banco de dados e vão auxiliar no desenvolvimento das ações comemorativas do cinquentenário da instituição.
História
O Museu Lasar Segall foi idealizado pela viúva do artista, Jenny Klabin Segall, e criado como uma associação civil sem fins lucrativos, em 1967, por seus filhos Mauricio Segall e Oscar Klabin Segall. Em 1985, o Museu foi incorporado à Fundação Nacional Pró-Memória, integrando hoje o Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM do Ministério da Cultura , como unidade especial.
O Museu conta com amplo acervo que representa os diversas expressões de arte de Segall, mas tem programação cultural que vai de uma sala de cinema com filmes de ate a cursos nas itas monitoradas, cursos nas áreas de gravura, fotografia e criação literária… Tem ainda abriga uma ampla biblioteca especializada em artes do espetáculo e fotografia.
Outra forma de participar do museu é contribuir com a Associação Cultural de Amigos do Museu Lasar Segall – ACAMLS, uma sociedade civil sem fins lucrativos, viabilizada pela colaboração de instituições públicas e privadas, além de pessoas físicas.
Ao se inscrever, o sócio passa a receber o Boletim Informativo do Museu, obtém descontos no Cine Segall, em publicações e em tiragens especiais de gravuras.
Além disso, há incentivos fiscais de dedução no imposto de renda de pessoa física ou jurídica para as modalidades patrono e benfeitor. Para mais informações, entre em contato pelo email: acamls@acamls.org.br.
O Museu Lasar Segall fica na Rua Berta, 111 (travessa das ruas Afonso Celso e Domingos de Moraes). Telefone: 21590400. Conta com café, wi fi, fradário e bicicletário. Site: www.mls.gov.br

foto-13

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados