Jornal São Paulo Zona Sul

Mirandópolis quer vizinhança solidária

A reunião para discutir a implantação do programa Vizinhança Solidária em Mirandópolis foi um sucesso. O salão paroquial da Igreja Santa Rita de Cássia ficou lotado de moradores do bairro, interessados em ouvir os policiais militares da região explicando como funciona o programa.

A ideia é simples: sob orientação e com apoio da Polícia Militar, os moradores se organizam e passam a manter contato constante para mutuamente contribuir na vigilância e cuidados com o bairro e com os vizinhos. Diversas ferramentas são usadas, como a formação de grupos de WhatsApp e comunidades em redes sociais para que o contato seja constante.

A Polícia promove encontros constantes e, além de dar dicas de postura preventiva por parte dos moradores, ainda estabelece contato com a população para ouvir denúncias e conhecer os hábitos da comunidade.

A Polícia também participa dos grupos de WhatsApp e deixa um telefone à disposição para emergências. Várias orientações específicas para moradores de condomínios ou casas são igualmente transmitidos nos encontros.

Outros bairros da Zona Sul, como Jardim da Saúde, Jardim Aeroporto e Planalto Paulista também estão implantando o programa Vizinhança Solidária, para evitar ocorrências criminais.

NOVA REUNIÃO

Hoje, 26 de outubro, haverá outra reunião mensal do CONSEG Saúde-Vila Clementino, que engloba também o bairro de Mirandópolis e Planalto Paulista (parcial/até Av. Indianópolis). Vale destacar que o Planalto Paulista também está discutindo a implantação do programa Vizinhança Solidária.

Trata-se de mais uma oportunidade para uma conversa com representantes de não só das Polícias Militar e Civil, como também da CET, Iluminação Pública, Guarda Civil Metropolitana e outros, com foco na questão de segurança.

O encontro será nesta quinta, 26, 20 horas, na sede da Distrital Sudeste da Associação Comercial de São Paulo. 

Rua Afonso Celso, 1659 – Vila Mariana- São Paulo – SP

Data: 26 / Outubro / 2017 – quinta-feira Início: 20h00

A participação é gratuita e aberta a qualquer interessado.

 

 

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!