Siga-nos

Transporte

Linha Lilás terá mais duas estações, até Jardim Ângela

Publicado

em

Duas novas estações serão construídas na Linha 5 – Lilás, do metrô, em direção ao extremo sul da capital, chegando ao Jardim Angela. O anúncio foi feito essa semana pelo Governo do Estado.

O projeto contempla ainda um terminal de ônibus. O novo trecho terá 4,33 km de extensão e a estimativa é beneficiar cerca de 130 mil moradores.

Os estudos serão iniciados com a elaboração dos projetos funcionais das obras civis e sistemas, seguido dos projetos básico e executivo. O prazo para entrega de todos estudos é de até 24 meses. A Secretaria de Transportes Metropolitanos e a ViaMobilidade, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 5-Lilás desde 2018, negociam os termos para a construção da obra.

“É muito importante que tenhamos um início breve das obras, primeiro para demonstrar que a obra de fato vai seguir seu ritmo, segundo porque em um período tão duro de pandemia, quando vem uma obra que vai ajudar a mobilidade da população mais carente, mais vulnerável a chegar mais rápido ao trabalho e a voltar logo pra casa, é uma esperança”, disse o governador João Doria.

A Estação Comendador Sant’Anna será elevada e localizada na avenida de mesmo nome, uma região que concentra comércios, serviços e equipamentos públicos. Já a Estação Jardim ngela, que estará próxima ao Hospital Municipal M’Boi Mirim, será subterrânea e conectada ao terminal já existente da SPTrans e ao novo terminal a ser construído, que permitirá absorver o aumento da demanda de passageiros de ônibus com a implantação da nova estação.

“Esse encontro de hoje concentra uma série de resoluções que foram feitas pelo nosso Governo. Desde o início nós encontramos alguns desafios, um dos maiores era dar aqui os passos necessários para permitir a extensão entre o Capão Redondo e o Jardim Ângela. Mas para percorrermos esse caminho existiam entraves, que hoje estão sendo vencidos”, falou Baldy.

Para viabilizar o projeto, a avenida Carlos Caldeira Filho será prolongada do Capão Redondo até a Estrada do M´Boi Mirim. O trecho acompanhará o córrego Capão Redondo, que será canalizado, e terá uma pista em cada sentido, com ciclovia. Para a implantação das obras serão necessárias desapropriações e remoção de interferências.

Histórico

A Linha 5 – Lilás teve seu primeiro trecho teve obras iniciadas em 1998 e concluídas em 2002, ligando o Capão Redondo ao Largo 13 de Maio. Mas, ainda desconectada da malha metroviária, apresentava pouco movimento.

Sua extensão e conexão com as Linhas 1 – Azul e 2 – Verde foi retomada em 2008 só foi totalmente concluída em abril de 2019, ou seja, há dois anos. As obras se arrastaram por conta de sucessivos atrasos e  processos judiciais questionando os contratos.

Outras linhas

A Linha Ouro continua em construção em ritmo lento e com problemas de questionamento de contratos na Justiça – o que deve prorrogar a previsão já tardia de inauguração em 2022 para 2023. Houve retomada dos trabalhos em dezembro passado.

A Linha 6 – Laranja foi, por sua vez, finalmente iniciada em outubro do ano passado. A previsão é que a linha seja totalmente concluída em 5 anos. Com investimento total de R$ 15 bilhões, a Linha atenderá diariamente a mais de 630 mil passageiros, entre a zona norte e o centro da capital.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados