Siga-nos

Sem categoria

Linha 5 até o Jardim Angela: dá para acreditar?

Publicado

em

Há cerca de duas décadas está no papel a ideia de interligar Santo Amaro e Vila Mariana através da linha 5 do metrô. Inicialmente, um trecho foi construído entre Capão Redondo e Largo 13, ou seja, desconectado da rede metroviária. As promessas de continuidade vem se arrastando desde a inauguração do trecho, em 2002 e, no ano passado, finalmente parecia que a obra seria concretizada, com a assinatura de contrato com as empresas que tocariam a obra. Mas, por suspeitas de fraude, o contrato foi suspenso e não há previsão de quando será efetivamente implantada a linha.

 

Em meio a este cenário, soa estranho, para dizer o mínimo, o anúncio feito sexta-feira passada pelo Governo do Estado:foram iniciados os estudos para a ampliação da Linha 5-Lilás do Metrô, entre Capão Redondo até o Jardim Ângela, no extremo sul da Capital. O secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes informou à comunidade local que uma obra como esta tem prazo médio de conclusão de seis anos devido ao tempo necessário para elaboração e aprovação de projetos, desenrolar do processo licitatório e execução da obra. Vale destacar que a comunidade vem promovendo manifestações de protesto contra a precariedade do sistema de transporte naquela região.

O curioso é pensar que o governo informou ser impossível concluir o trecho até a estação Santa Cruz até 2014, quando será realizada a Copa no Brasil. Ou seja, a obra que conta com projeto definido, desapropriações já executadas ou em andamento, além de orçamento e financiamento garantidos não ficará pronta em três anos. Dá para acreditar que a ligação com o Jardim Ângela seria concluída em “apenas” seis?

Histórico

A Linha 5- Lilás opera em seis estações e 8,4 km de vias entre Capão Redondo e Largo Treze, transporta 170 mil usuários por dia, em média. Atualmente, está sendo ampliada com a construção da Estação Adolfo Pinheiro, que só deve ficar pronta em dois anos! O projeto prevê que seguirá até a estação Chácara Klabin, onde se integrará com a Linha 2-Verde, passando pela estação Santa Cruz, local de integração com a Linha 1-Azul. Em outubro de 2010, foram assinados contratos para executar os lotes do prolongamento até Chácara Klabin. Mas, dias depois, o jornal Folha de S.Paulo comprovou que já conhecia os vencedores da licitação, seis meses antes.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados