Siga-nos

Saúde

Jabaquara tem alta no número de casos de dengue em 2010

Publicado

em

 

Alguns leitores do jornal S.Paulo Zona Sul estranharam quando, em 2009, foi publicada manchete afirmando que a dengue é mais perigosa que a gripe suína. Quando os casos da H1N1 foram divulgados, muitos se desesperaram, compraram gel higienizante para as mãos, usaram máscaras, mudaram hábitos. Aulas foram suspensas, trabalhadores dispensados, o governo promoveu campanha de vacinação em massa. Mas, até agora, a mesma cautela não se verifica com relação à dengue. O país ainda não tem vacina e a preocupação da população é nitidamente menor. E a letalidade da dengue, isto é, o número de pessoas que morrem ao serem atingidas pela doença, é bem superior à apresentada pela gripe H1N1: varia entre 2,5% e 6%, conforme a região do país, quando a da gripe suína não chegou a 0,6%! No primeiro semestre deste ano, os números indicavam cerca de 90 mortes em decorrência da gripe suína, com cerca de 700 internações.

 

É bem verdade que a gripe H1N1 tem transmissão direta, pelo contágio entre pessoas. Já o vírus da dengue é transmitido de forma mais complexa: é preciso que o mosquito se contamine, ao picar alguém com a doença, para então levar o vírus até outra pessoa saudável, novamente pela picada. Mas, vale lembrar, os números indicam que a velocidade dessa transmissão pode ser intensa, já que o mosquito está presente na maioria dos bairros de São Paulo.

 

Este ano, o Jabaquara é novamente um dos campeões em casos confirmados de dengue. É o terceiro colocado na cidade, com 214 casos confirmados até 10 de novembro. A cidade ainda não está entre as mais atingidas pela doença no país, proporcionalmente, mas pelo número de habitantes atingidos já preocupa. Em especial, porque é um quadro que se propaga com mais rapidez quanto maior o número de casos. Segundo o Ministério da Saúde, em todo o país, o número de mortes em relação ao ano passado é 90% maior: foram 312 mortes, enquanto em 2010 chegam a 592. No total, as notificações da doença saltaram de 489.819 no ano passado para 936.260. A gripe suína, estima-se, em 2009 atingiu menos de 40 mil pessoas em to
do Brasil. Posteriormente, o número deixou de ser contabilizado, já que a doença não se mostrou tão letal e vários casos de gripe podem ter sido da H1N1. O ministério da Saúde, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde, passou a contabilizar apenas os casos que resultaram em internação ou morte.

 

Em 2010, só a capital teve 5.676 casos de dengue já confirmados em 2010 contra apenas 322 de 2009! A doença se propaga com maior rapidez em regiões em que há mais mosquitos. Os insetos, por sua vez, se propagam onde há caixas d’água destampadas, vasos com acúmulo de água, muitas borracharias ou oficinas mecânicas com tonéis expostos.

 

Uma das formas de prevenir a dengue é retirar objetos velhos de casa, que possam acumular água. Neste sábado, por exemplo, haverá uma Operação Cata-Bagulho promovida pela Subprefeitura do Jabaquara.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados