Siga-nos

Solidariedade

Instituto Jô Clemente faz triagem dos recém nascidos

Publicado

em

Localizado na Vila Clementino, IJC é a antiga APAE-SP, responsável por fazer a triagem de 80% dos recém nascido na capital. Prefeito Ricardo Nunes visitou instituição

 

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, visitou na manhã desta quinta-feira (03), a sede do Instituto Jô Clemente (IJC), organização parceira da administração municipal e referência para a realização do “Teste do Pezinho” na cidade de São Paulo.

Atualmente, o instituto é responsável pela realização da triagem de 80% dos bebês nascidos na capital paulista e 67% dos recém-nascidos do Estado de São Paulo. Trata-se do maior laboratório do Brasil em número de exames realizadas e desde a sua implantação triou mais de 17 milhões de crianças brasileiras. Em 2021, foram realizados 2.836.062 exames e 354.344 bebês foram triados.

“Aqui a gente faz o “Teste do Pezinho”, que normalmente é para identificar seis doenças, mas que aqui em São Paulo detecta 50 doenças”, explicou o prefeito Ricardo Nunes.

Desde dezembro de 2020, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por meio de parceria com o IJC ampliou o “Teste do Pezinho” de seis para 50 doenças para as crianças nascidas na rede pública da cidade. O diagnóstico precoce é capaz de descobrir doenças genéticas, congênitas, infecciosas, erros inatos do metabolismo e da imunidade e assim evitar danos relacionados ao desenvolvimento neuropsicomotor, sequelas, internações e mortes.

O “Teste do Pezinho” é um exame rápido de prevenção que coleta gotas de sangue do calcanhar do bebê com o propósito de impedir o desenvolvimento de doenças que, se não tratadas, podem levar à deficiência intelectual e causar outros prejuízos à qualidade de vida das pessoas. O procedimento é realizado na própria maternidade ou nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Para que a prevenção seja possível, a coleta deve ser efetuada após as 48 horas do nascimento, entre o 3º e 5º dia de vida do bebê e as amostras devem ser enviadas o mais brevemente possível para o laboratório.

Mensalmente, a capital registra em média o nascimento de 7.200 bebês pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e realiza os exames em todos os recém-nascidos nas maternidades públicas da cidade de São Paulo.

O Instituto Jô Clemente é responsável pela capacitação técnica para realização dos exames, coleta e logística de envio da amostra; análise clínica e liberação do laudo; exames confirmatórios; apoio médico aos resultados de exames e aconselhamento genético dos casos diagnosticados no teste, que posteriormente deverão ser tratados e acompanhados pela rede de saúde.

Com mais volume de exames, a rede municipal consegue ampliar a atuação preventiva desde o início da vida do indivíduo, com grandes chances de aumentar a expectativa de vida e diminuir mortalidade infantil na cidade, além de reduzir os custos na saúde.

Antes, era possível detectar apenas as doenças Fenilcetonúria, Hipotireoidismo Congênito, Fibrose Cística, Anemia Falciforme e demais Hemoglobinopatias, Hiperplasia Adrenal Congênita e Deficiência Biotinidase. Com a ampliação, doenças como Toxoplasmose, Galactosemias e outras passaram a fazer parte da triagem de até 50 patologias no mesmo bebê, conforme a testagem realizada e a necessidade.

O Instituto Jo Clemente fica na Rua Loefgreen, 2109 – Vila Clementino. Telefone 5080-7000.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados