Siga-nos

Transporte

Inaugurada estação Adolfo Pinheiro, a primeira da extensão da Linha 5

Publicado

em

A linha 5 do metrô foi inaugurada em outubro de 2002, mas ligando apenas a região do Capão redondo ao Largo 13 de Maio, em Santo Amaro, por apenas seis estações – mas sem conexão com outras linhas da rede metroviária, apenas com os trens da CPTM na estação Santo Amaro. Agora, depois de doze anos, a primeira estação da expansão iniciada em 2008 foi finalmente inaugurada na quarta-feira. A parada Adolfo Pinheiro é a primeira da interligação prevista desde o projeto inicial, que conectará a linha Lilás à Linha Azul (1) e à Linha Verde (2). Há também previsão de conexão com a Linha 17 – Ouro, em Monotrilho, na estação Água Espraiada, mas o projeto está igualmente em construção.
A nova estação Adolfo Pinheiro acrescenta apenas 1,2 km ao traçado já existente, que é de 8,4 km. Ao todo, a extensão será de 12,8 km e há ainda previsão para extender a linha também em direção ao extremo sul, com a criação da parada Jardim Ângela. Segundo o governador Geraldo Alckmin, este trecho não previsto inicialmente está sendo licitado.
“Esta é uma linha de superfície, ela é suspensa, não é enterrada”, explicou Alckmin. A estação é a primeira a ser entregue de dez que estão sendo construídas simultaneamente.
A nova parada conta com dois acessos, bilheterias blindadas, quatro elevadores especiais, doze escadas rolantes inteligentes (que economizam energia porque funcionam em velocidade reduzida quando não há usuários nelas), piso tátil para deficientes visuais e portas de plataforma, que dificultam as quedas de objetos na via.
Durante o período de visitação da nova estação, o Metrô vai liberar o trecho da Avenida Adolfo Pinheiro – localizado entre as ruas Isabel Schmidt e Padre José de Anchieta – para a circulação de pessoas e veículos. A quadra teve o leito viário e as calçadas, além da iluminação, revitalizados durante as obras da estação.
No período da visitação, a estação ficará aberta das 10h às 15h, de segunda a sexta, para visitação e viagens gratuitas até a Estação Largo Treze. Quem quiser continuar até o Capão Redondo será orientado sobre como pagar a tarifa.
O Governo está investindo R$ 7,5 bilhões na expansão da Linha 5-Lilás, incluindo a compra de 26 novos trens. As novas estações serão: Alto da Boa Vista, Borba Gato, Brooklin, Campo Belo, Eucaliptos, Moema, AACD-Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin.No site do metrô (www.metro.sp.gov.br), é possível fazer um “tour virtual”, em vídeos que trazem maquetes das futuras estações.
Estima-se que 781 mil passageiros serão transportados diariamente na linha, quando for concluída, o que deve acontecer em 2016 segundo novo prazo divulgado pelo Governo. Atualmente, apenas 150 mil pessoas usam a linha 5.

 

 

Estação, por enquanto, está aberta para visitação

 

CET liberou parcialmente trânsito na Adolfo Pinheiro 

A conclusão da estação Adolfo Pinheiro terá reflexos no trânsito não só por conta da ampliação de oferta em transporte coletivo, mas também pela liberação de trechos do viário que estavam interditados.
A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) anunciou a liberação de circulação na Avenida Adolfo Pinheiro, entre as ruas Isabel Schmidt e Padre José de Anchieta, a partir das 22h00 de hoje (10/02), em continuidade às obras da Linha 5 – Lilás do Metrô. Com a liberação do trecho entre as ruas Isabel Schmidt e Padre José de Anchieta, da Avenida Adolfo Pinheiro. Já o trecho entre as ruas Padre José de Anchieta e Conde de Itu contunuará ocupada pelas obras do Metrô.
A Engenharia de Campo da CET estará na região para monitorar e orientar o tráfego na região, visando melhorar as condições de trânsito e preservar a segurança de pedestres e motoristas. É possível obter orientações através do telefone da CET, que atende 24 horas por dia. Ao ligar 1188, também se podem registrar queixas, ocorrências, solicitar remoções e dar sugestões.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados