Siga-nos

Coronavírus

Governo adia decisão sobre novas restrições

Publicado

em

“Tudo indica que sim, serão necessárias novas restrições. Mas o governador saberá indicar no momento certo”. A frase foi dita por Paulo Menezes, coordenador do Centro Estadual de Contingência para o Coronavírus no Estado de São Paulo, durante entrevista coletiva na tarde de hoje, no Palácio dos Bandeirantes.

Havia a expectativa de que o governador João Doria anunciaria a “Fase Roxa“, medidas mais duras e restritivas para evitar que a pandemia se agrave no Estado. Menezes também evitou perguntas sobre a orientação do Ministério Público de interromper eventos esportivos – incluindo o Campeonato Paulista e outras competições de futebol -, missas e aulas presenciais.

Questionado sobre não estar seguindo as determinações do Centro de Contingência, que defenderia medidas mais duras no combate a pandemia, o governador João Doria negou. “Quando há divergências entre os integrantes do Centro de Contingência, é feita uma votação e o governo segue rigorosamente as decisões”, garantiu o governador.

Ao mesmo tempo, Menezes admitiu que continuam sendo avaliadas medidas que tenham caráter efetivo para diminuir o contágio, entre elas as missas e os jogos de futebol. Há agora uma expectativa de que as medidas possam ser anunciadas nessa quinta, 11 de março, em nova entrevista coletiva às 12h45.

O secretário de Estado da Saúde, Jean Gorenchteyn, que durante o evento anunciou a criação de novos leitos de enfermaria e UTI para atendimento de pacientes Covid, fez questão de destacar que a velocidade com que novos casos têm sido registrados torna o momento da pandemia diferente do que em março do ano passado, quando as restrições foram implantadas inicialmente.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados