Siga-nos

#URGENTE

Governo adia autorização para comércio fechar às 22h

Publicado

em

Até 13 de junho, comércio deve fechar até 21h e atender somente até 40% da capacidade

 

O aumento recente nos casos de Covid e no nível de internações hospitalares fez o Governo do Estado mudar a estratégia estabelecida e anteriormente divulgada: o comércio não poderá mais abrir até 22h e nem ampliar sua capacidade para o máximo de 60% do público em 1 de junho.

A mudança de planos foi anunciada em coletiva há pouco no Palácio dos Bandeirantes e impacta diretamente nos planos do comércio para o Dia dos Namorados, que esse ano cai em um sábado, 12 de junho. Em princípio, essa flexibilização foi adiada para 13 de junho.

Por enquanto, o comércio – incluindo lojas, restaurantes, shopping centers, galerias, salões de beleza – podem abrir até 21h e com limite de 40% da capacidade – não houve alteração da flexibilização anterior. O rodízio noturno também permanece em vigor na cidade, assim como o toque de recolher, entre 21h e 5h.

Assim, estabelecimentos comerciais, galerias e shoppings podem funcionar das 6h às 21h. O mesmo expediente é seguido por serviços como restaurantes e similares, salões de beleza, barbearias, academias, clubes e espaços culturais como cinemas, teatros e museus.

Vacinação

O Governo também anunciou novas datas para o calendário de vacinação no Estado. Pessoas com idade entre 50 e 54 anos se vacinam a partir de 1 de agosto e aquelas na faixa etária entre 45 e 50 entram na campanha em 15 de agosto.

A equipe ponderou, porém, que o cumprimento dessas datas depende do envio de doses da vacina pelo Ministério da Saúde. Por outro lado, questionado por jornalistas, o governador João Doria garantiu que a promessa de vacinar “todos os brasileiros de São Paulo até 31 de dezembro de 2021” está mantida.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados