Siga-nos

Meio ambiente

Evite desperdícios nas festas de fim de ano

Publicado

em

Faça compras sob medida e evite exageros: além de não desperdiçar, ainda faz bem à saúde. 

F inal de ano é tempo de comprar – comida, roupas, sapatos, enfeites, brinquedos, presentes. Como minimizar o impacto de tanto consumo no meio ambiente? Quinzenalmente, o São Paulo Zona Sul traz dicas importantes para curtir as Festas de Fim de Ano com uma postura correta.
Uma medida válida para o ano todo agora ganha ainda mais importância: faça compras de alimentos em pequenas quantidades, várias vezes – e não ao contrário. Pesquisas mostram que “compras do mês” ou até mesmo “da semana” são as grandes responsáveis pelo desperdício de comida.
Aumenta a quantidade de produtos que se estragam e, por outro lado, acabamos consumindo vários artigos – em geral os menos saudáveis, como guloseimas – de uma só vez porque estão ali, todos disponíveis na despensa.
Muita comida acaba não sendo aproveitada e se estraga quando optamos por levar um carrinho cheio para casa. Para quem vai sediar festas, a preocupação deve ser ainda maior, com cálculo do número de convidados e planejamento dos pratos que vão compor a ceia.
Quem quer desenvolver uma nova atitude e preservar o meio ambiente deve rever também a ideia de que fartura é sinônimo de sucesso em festas. Até porque, comer demais não faz bem à saúde!
Ideal é espalhar estes conceitos e inclusive estimular seus convidados a levar para casa as “sobras” da festa para serem consumidas nos dias posteriores. Explique a todos que defender o meio ambiente pode ser saudável e contribuir para redução do desperdício de alimentos no mundo – um dos grandes problemas da humanidade nos tempos modernos.
Outra sugestão simpática: ofereça como presentes artigos que usem refis. Já existem cremes e loções, entre vários outros cosméticos, que quando terminam podem ser preenchidos com refil, economizando a produção de embalagens.
Na mesma linha, uma boa conversa para a noite de Reveillon, em que todos falam de seus planos, pode ser exatamente a sugestão de campanhas coletivas.
Quando as pessoas se unem para propor mudanças às empresas – desde a criação de produtos mais duráveis até mudanças na política de vendas – elas têm mais forças. As redes sociais contribuem neste processo, propagando as ideias.
Podem ser enviados emails aos supermercados pedindo que deixem de comercializar lâmpadas incandescentes ou a fábricas pedindo embalagens mais sustentáveis, aumento de produtos com refis ou com reciclagem garantida.

 

nas ceias de final de ano, ideal é dar preferência a alimentos orgânicos de produtores locais. Sobras? Nada de jogar fora: consuma ou distribua

 

Solidariedade

 

Nas próximas semanas, diversas instituições assistenciais e organizações não-governamentais vão promover bazares beneficentes de Natal.
Estes eventos representam oportunidades para quem quer encontrar um presente cheio de simbolismo em termos de preservação ambiental. Uma dica interessante é promover um “amigo secreto solidário”, em que os participantes só podem comprar presentes em bazares beneficentes.
É também momento para doar objetos, roupas, brinquedos, aparelhos eletro-eletrônicos, cds, dvds, livros e tudo que estiver fora de uso, porém em bom estado em sua casa – estes artigos serão vendidos nos bazares. Aproveite para reavaliar se não está se excedendo nas compras e encostando muitos supérfluos com pouco tempo de vida em gavetas e armários.

 

Matilha urbana
AMatilha Urbana é um grupo formado por pessoas apaixonadas por animais. Ao comprar no bazar de Natal realizado por eles, os participantes contribuem com a continuidade deste trabalho, que inclui castração, vacinação e alimentação de animais abandonados, além de desenvolver campanhas pela posse responsável. Em dezembro, promove um bazar com venda de artesanato e produtos institucionais. O grupo aceita doação de ração.
Espaço Oca – Rua Conselheiro Rodrigues Alves, 903 – Vila Mariana. Dias 8 e 9 de dezembro.
Horário: 10h00 às 17h00.

 

Brexote
Durante os dias 06, 07 e 08,o Projeto Quixote vai virar a sede de um mega bazar. A casa estará cheia de araras com roupas novas de marcas como FIT, Jogê, TIP TOP, Armazém da Moda e Calçados Ana Massu. Além da participação do Costura Urbana, projeto empreendedor dos jovens do QXT, de Coletivos Culturais, de Artesãos convidados e muitas roupas semi-novas. O Café do Sancho Pança estará aberto e prêmios serão sorteados para os compradores, como uma viagem com acompanhante para Camburizinho. A renda do bazar será revertida para a realização da Festa de Natal dos “Quixotinhos”.
Av. Eng. Luís Gomes Cardim Sangirardi, 789 – Vila Mariana
Dias 06, 07 e 08 de dezembro.. Das 11h às 19h na quinta e na sexta, e das 10h às 15h no sábado.

 

Graacc
O Grupo de Apoio à Criança e ao Adolescente com Câncer – GRAACC promove nos dias 2 e 3 de dezembro, das 9h30 às 16h, o seu tradicional bazar de Natal, organizado pelo voluntariado da Instituição. Com preços que variam de R$ 1,00 a R$ 50,00, serão vendidas centenas de artigos natalinos, artesanatos, brinquedos e roupas infantis. Toda a renda arrecadada com a venda será revertida a manutenção dos tratamentos realizados pelo hospital do GRAACC.
Rua Pedro de Toledo, 572, Vila Mariana.
Dias 2 e 3 de dezembro. Horário: 9h30 às 16h00.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados