Jornal São Paulo Zona Sul

Estado de São Paulo decreta calamidade pública. Parque Ibirapuera fechado

“O objetivo não é criar pavor ou pânico, nem para agravar a situação. É apenas para permitir a tomada de decisões mais rápidas e corretas. O decreto já foi assinado e será publicado. Tem ações adicionais, simplifica o processo de contratação, dando mais agilidade e rapidez ao governo nesse momento”, disse o Governador João Doria sobre a decretação de Calamidade Pública no Estado de São Paulo a partir dessa sábado, 21 de março.

Ele ainda acrescentou que todas as medidas que foram necessárias, ainda que de endurecimento, serão tomadas, nas áreas de saúde e segurança pública. Todas as atividades estaduais não essenciais serão suspensas a partir de segunda-feira – tanto em nível estadual quanto  municipal.

Os parques estaduais serão fechados – entre eles, o Zoológico, o Jardim Botânico e o Parque da Água Branca. Equipamentos esportivos, como o Complexo Esportivo do Ibirapuera, também. Essa semana, foi suspensa a discussão sobre privatização do Zoo e Botânico. Cursos presenciais todos serão suspensos, também.

O prefeito Bruno Covas, que estava presente, também ampliou a lista de serviços a serem interrompidos no âmbito municipal. Todos os parques municipais, incluindo Ibirapuera e Aclimação, estarão fechados a partir de amanhã.

“Inicialmente, consideramos que não haveria problemas em manter os parques abertos, por serem ao ar livre. Mas foi observado um aumento na frequência dos parques nos últimos dias e por isso, até mesmo a Vigilância Sanitária, que não via problemas, inicialmente, recomendou o fechamento”, disse Covas.

Ele ainda destacou a ampliação de leitos no Hospital de Parelheiros.

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!