Siga-nos

Transporte

Estação Jabaquara ganha portas nas plataformas

Publicado

em

estação jabaquara

No último domingo, 10, o Metrô começou as obras civis para a implantação das portas de plataforma na estação Jabaquara, da Linha 1-Azul do Metrô. A previsão é que esta etapa esteja concluída em até um mês. Para que os funcionários pudessem realizar as atividades programadas, uma das vias ficaram interditadas no domingo e na terça (12) feriado.

As obras vão continuar por meses mas o metrô garante que os passageiros não serão impactados em função dessas atividades, já que aos domingos e feriados apenas uma das plataformas da estação é utilizada para as manobras dos trens. A previsão é de que até o final do ano, as portas já estejam instaladas e se iniciem os testes operacionais, o que permite a redução do número de interferências nas linhas de Metrô, aumentando a regularidade da circulação dos trens e, principalmente, a segurança dos passageiros.

A instalação de portas de plataforma na estação Jabaquara faz parte do contrato do sistema de sinalização CBTC.  As próximas estações que vão receber os equipamentos de segurança neste contrato são: Tucuruvi, na Linha 1-Azul, Corinthians-Itaquera e Palmeiras-Barra Funda, na Linha 3-Vermelha.

Para informar sobre as alterações programadas, o Metrô emitirá mensagens sonoras pelos sistemas de som das estações e dos trens, colocará cartazes nas estações e publicará informes nas redes sociais oficias da empresa. Em caso de dúvidas, o passageiro também pode ligar para a Central de Informações do Metrô (0800 770 7722 ), que atende diariamente das 8h às 20 horas.

Contrato retomado

A instalação de portas é um antigo desafio para o Metrô de São Paulo. A linha Lilás, por exemplo, deveria ter sido inaugurada já com todas as portas instaladas em plataformas, mas isso não aconteceu, apesar dos recorrentes atrasos nas obras antes.

As portas garantem mais segurança aos usuários e impedem que intercorrências nas pistas, dos mais diferentes tipos, provoquem atrasos e interdições na circulação de trens.

Em maio, o Metrô de São Paulo retomou o contrato para a instalação de 88 fachadas de portas de segurança nas plataformas de 36 diferentes estações das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha. O acordo firmado com o Consórcio Kobra em 2019 foi reativado após o encerramento do procedimento que pedia sua anulação.

A retomada será feita com a continuidade da fabricação dos equipamentos que compõem as portas e a aprovação dos projetos executivos que foram elaborados até janeiro deste ano, quando a justiça determinou a anulação do contrato. Agora, um novo cronograma deve ser feito para a colocação de todos equipamentos.

De acordo com o contrato, as portas deverão ter características básicas como 2,10 metros de altura, sensor de presença de pessoas no vão entre os trens e os equipamentos, transparência mínima de 70% nas áreas das fachadas, além de uma estrutura modular que permita a montagem por etapas, facilitando a logística de instalação e diminuindo as interferências na operação ao longo do processo.

O Metrô já colocou esses equipamentos em todas as estações da Linha 15-Prata, assim como em toda Linha 4-Amarela. Na Linha 5-Lilás, as portas já funcionam em 10 estações e até o final do ano estarão nas 17 que compõem a linha. Também já contam com essa tecnologia, as estações Vila Prudente, Sacomã, Tamanduateí e Vila Madalena (Linha 2-Verde), além de Vila Matilde (Linha 3-Vermelha).

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2022 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados