Siga-nos

#VacinaçãoCovid

Em maio, será concluída vacinação de pessoas acima de 60 anos

Publicado

em

Drive-thrus

O ritmo da vacinação continua lento e as previsões de novas doses não indicam solução rápida para a pandemia. Por enquanto, para todo o mês de maio, o Governo do Estado só anunciou a inclusão do público de 60 a 62 anos – que já totaliza 1,4 milhão de pessoas – e um único grupo de pessoas com comorbidades: os doentes renais crônicos. Também serão vacinados ao longo do mês profissionais d transporte público e pessoas com Síndrome de Down.

“O que definitivamente mudará as nossas vidas dessa trágica situação da pandemia é a vacinação”, declarou o Governador JOão Doria ao anunciar os novos públicos, mas ponderando que são necessárias mais doses, mais tipos de vacinas. .

O cronograma foi antecipado em seis dias antes do previsto para quem tem 64 anos e na quarta (21), começou a imunização de idosos de 65 e 66 anos. Para quem tem 63, está mantida a data de 29 de abril, já na próxima semana. A partir de 6 de maio, será a vez dos idosos de 60, 61 e 62 anos.

A partir do dia 10, a vacinação começa para 50 mil pessoas com Síndrome de Down, 40 mil pacientes renais em tratamento de diálise (Terapia Renal Substitutiva) e 30 mil transplantados em uso de imunossupressores.

Nesses três grupos, serão aplicadas doses em pessoas adultas, na faixa de 18 a 59 anos, pois idosos pertencentes a esses públicos já estão contemplados nas etapas previamente anunciadas.

No dia 11, será iniciada a imunização dos trabalhadores de Metrô e CPTM, da área de segurança, manutenção, limpeza e agentes de estação na linha de frente com 47 anos ou mais, além de operadores de trem de todas as idades. O público estimado nessa categoria é de 10 mil pessoas.

Já no dia 18, os motoristas e cobradores de ônibus do transporte coletivo municipal e intermunicipal poderão começar a receber a primeira dose. São Paulo estima que cerca de 165 mil trabalhadores do setor iniciem a imunização contra o coronavírus no próximo mês.

“Estamos esperando e sempre contamos com mais vacinas. Há alguma sinalização do Ministério da Saúde, mas contamos que a Fiocruz entregará as suas vacinas e, portanto, estaremos cumprindo esse cronograma e avançando em faixas etárias”, afirmou Regiane de Paula, Coordenadora Geral do Programa Estadual de Imunização

Ao longo de abril, São Paulo também iniciou a imunização dos públicos de 67 e 68 anos de idade, além de profissionais da ativa das forças de segurança e trabalhadores de escolas públicas e privadas da educação básica a partir de 47 anos.

O cronograma atualizado da campanha está disponível para download e compartilhamento na página https://issuu.com/governosp/docs/apresenta__o_vacina__o_5be991233b8920 .

VacinaJá e Vacinômetro

Quem faz parte dos públicos-alvo da campanha pode realizar um pré-cadastro no site Vacina Já (vacinaja.sp.gov.br). O preenchimento do formulário leva de um a três minutos e economiza até 90% do tempo de atendimento nos postos de vacinação. O cadastramento online não é obrigatório, mas facilita a rotina das equipes da saúde e dos pacientes.

Outra ferramenta digital é o Vacinômetro, que permite o monitoramento em tempo real da campanha. Os números mostram que São Paulo é o estado que mais vacina no Brasil, em números absolutos, e está prestes a alcançar 10 milhões de doses aplicadas

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados