Siga-nos

Meio ambiente

Decoração da casa para festas de fim de ano requer cautela

Publicado

em

Invista em objetos duradouros e econômicos, além de adornos que podem ser reaproveitados em anos futuros. Na reforma, atenção para a geração de entulho

A s famílias estão se preparando para celebrar o fim de ano. Decoram a casa, preparam a ceia, montam a árvore de Natal, iluminam as fachadas. Todas estas práticas são muito comuns e tornam a cidade mais bonita e podem inspirar solidariedade e incentivar um clima festivo.
No entanto, quem quer celebrar o fim de ano sem recorrer a atitudes danosas ao meio ambiente, precisa fica atento para não exagerar no consumo.
Há várias dicas para os preocupados com a preservação. A primeira é reaproveitar enfeites, árvore de natal, lâmpadas. Se ainda vai comprar os adornos, tenha em mente a necessidade de comprar artigos duráveis, que possam ser reaproveitados nos anos seguintes.
Se pretende também fazer reformas ou redecorar a casa, comprando móveis e eletrodomésticos, valem algumas preocupações básicas. A primeira é não comprar simplesmente por impulso, com pressa. Se for preciso, deixe a decisão para o início do ano, quando poderá encontrar ofertas.
É importante pesquisar sobre a durabilidade dos artigos e consumo energético – além de economizar recursos naturais, estará dessa forma diminuindo os gastos em dinheiro, mesmo que o produto custe um pouco a mais. Na internet, há vários sites que reúnem queixas de consumidores, que ajudam a conferir a qualidade dos modelos escolhidos e a postura da empresa na solução das queixas.
Se os artigos usados estiverem em funcionamento, doe para entidades que promovem bazares. Caso contrário, aproveite as operações “cata-bagulho” promovidas pela Prefeitura para se desfazer do material. Para se informar dos horários das operações em seu bairro, basta ligar 156.
Reformas em casa, mesmo que pequenas, precisam de planejamento, não só na escolha de materiais como, principalmente, no destino do entulho gerado.
Os resíduos podem ser levados aos Ecopontos, que recebem gratuitamente volumes de até um metro cúbico por dia. Neles é igualmente possível deixar móveis e objetos inservíveis, como colchões, sofás velhos, pneus…
Para grandes quantidades, será necessário contratar caçambas. A Prefeitura, em seu site ou pelo fone 156, pode informar as empresas cadastradas para o serviço. Não recorra aos “carroceiros” que se oferecem para transportar o entulho, já que não há como ter certeza de onde o material será descartado.
Vale destacar que o despejo irregular de entulho em vias públicas pode gerar pesadas multas (por volta de 12 mil reais).

 

compre enfeites de natal que possam ser reaproveitados nos anos seguintes. se possível, faça os próprios adornos, reciclando materiais

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados