Jornal São Paulo Zona Sul

Começam as obras para ciclovia na Domingos de Morais

Foto: Reprodução Bike Zona Sul

Quarta-feira, 08 de janeiro de 2020. Várias equipes e equipamentos são vistos trabalhando ao longo da Rua Domingos de Morais, fazendo marcações, medições, interditando parcialmente a pista de rolamento central da via. Mas, obra física mesmo, só a instalação de uma placa indicando que teve início a construção do trecho que vai da Sena Madureira à Avenida Jabaquara, esquina com Alameda das Boninas.

Quinta, 9 de janeiro – já não havia mais equipes, apenas as placas…
Prometida desde que as obras do metrô foram concluídas, a ciclovia teve seu projeto alterado e readequado, vários atrasos se sucederam, mas em dezembro passado o jornal São Paulo Zona Sul já havia antecipado que as obras teriam início após a virada do ano.

Apesar de o projeto passar pela aprovação de técnicos da Companhia de Engenharia de Tráfego e Prefeitura, o custeio da nova ciclovia cabe ao Colégio Marista Arquidiocesano.

Isso porque, enquanto Pólo Gerador de Tráfego local, o Colégio precisa contribuir com projetos para mitigar os impactos provocados na área.

Em dezembro, a direção do Colégio Marista Arquidiocesano informou ao São Paulo Zona Sul que “está em dia com as obrigações referentes à ciclovia na Rua Domingos de Morais e os trabalhos de marcação têm previsão de início ainda em dezembro de 2019”.

O Colégio também garantia que a execução do projeto começaria em janeiro de 2020 e irá durar cerca de 120 dias, dependendo das condições climáticas e demais intercorrências que podem impactar o andamento das atividades.

Os trabalhos dessa semana parecem ter sido os de marcação da pista, mas de qualquer forma a notícia já vem sendo celebrada por cicloativistas e usuários da bike pela região.

A ciclovia é importante porque representa conexão facilitada entre outras importantes para a fluidez e segurança na cidade: ligará a pista da Avenida Paulista com a já existente na Avenida Jabaquara a partir da Alameda das Boninas e com outras no Jabaquara.

Vale destacar que o movimento em ciclovias e ciclofaixas não para de crescer, não só por conta de pessoas que optaram se locomover entre casa, trabalho, estudo e lazer usando esse modal, mas principalmente por conta de trabalhadores de aplicativos de entrega que recorrem à bicicleta em vez de motos.

Traçado

Ainda há algumas dúvidas com relação ao traçado. Da avenida Lins de Vasconcelos até a Rua Sena Madureira, a ciclovia deve ser construída sobre a ilha central. Dali até a Borges Lagoa, a ciclovia terá “duas mãos” (bidirecional) ocupando parte da pista para carros, no sentido bairro.

A partir da Borges Lagoa, já é possível perceber que a ciclovia começou a ser executada meses atrás, com a conclusão das obras do metrô na região, que estreitava a pista. Ali, novamente, a ciclovia deverá ter características semelhantes à da Avenida Paulista, construída sobre o canteiro central. Não está claro se no trecho bem em frente à estação Santa Cruz será removido o canteiro de flores existente para ser substituído pela ciclovia.

Da Rua Loefgreen até a Rua Luís Góis, a pista para bicicletas volta a ser bidirecional e ficar no leito carroçável, dessa vez no sentido centro. Da Luís Góis até a Alameda das Boninas (trecho curto, em frente ao convento), a ciclovia vai manter o estilo que tem hoje na Avenida Jabaquara, no trecho a partir da Alameda das Boninas: cada faixa de direção em um dos lados do canteiro central, com pequena área reservada aos ciclistas na pista principal.

2 comentários

  • Por favor, alguém poderia informar como estão as obras da ciclovia no trecho citado (Av. Jabaquara até o Metro Vila Mariana)?
    Não vejo nem a placa da foto, muito menos as obras? e hoje já estamos no dia 31 de janeiro de 2020!
    Agradeço qualquer informação!

  • As obras estão paradas , aliás , nem começaram ainda. Alguns poucos ciclistas se arriscam a andar nas antigas faixas pintadas no chão quando existia a ciclo faixa de lazer aos Domingos .

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!