Siga-nos

Problemas na região

Coleta seletiva falha após mudanças de horário fetias pela Ecourbis

Publicado

em

Houve alternância na coleta comum, mas moradores não foram informados sobre recicláveis

Como faz todos os sábados, o morador Ernesto Júnior deixou o material separado para reciclagem em sua calçada, na Rua Mauro, para ser levado pelo caminhão de coleta seletiva. Mas, ele já estava em dúvidas sobre o destino destes resíduos, já que seria o primeiro sábado em que o caminhão de coleta regular de lixo passaria em sua rua – antes, o caminhão passava às segundas, quartas e sextas-feiras, só a seletiva vinha aos sábados. Os coletores vieram, levaram o lixo comum e deixaram o material reciclável ali. Só que ninguém apareceu.

Já a leitora Cibele Cutrim relata falhas constantes na passagem do caminhão verde pela Rua 3 de Maio, que retira material reciclável, antes mesmo da alteração de horários feita recentemente nos bairros de Vila Mariana e Saúde pela Empresa Ecourbis, no processo de coleta domiciliar comum. “A interrupção acontece com frequência”, diz ela, que relata que a Avenida Onze de Junho, no bairro, sempre sofre com enxurradas que carregam lixo em dias de chuvas fortes.

A leitora Helenice relata que há cerca de três semanas, durante um temporal, circulava de carro pelo bairro de Mirandópolis quando viu dezenas de recipientes de plástico, embalagens de produtos de limpeza, garrafas pet, descendo junto com a enxurrada. Ela notou que o material havia sido deixado em sacos, pelos moradores do bairro. Só que esses sacos foram arrastados e rasgados pela chuva. Moradora da região, ela conta que os caminhões da coleta seletiva têm demorado muito a passar, “quando passam”. “O que era para ser um benefício para a região tem se transformado em um prejuízo, pois vai direto para os bueiros”, avalia.

Esta semana, vários outros moradores procuraram o São Paulo Zona Sul para questionar: por que o folheto distribuído pela Ecourbis, informando a alteração no horário da coleta, não informa nada sobre a coleta seletiva? Eles ainda criticam o fato de que o telefone disponibilizado pela empresa para informações nunca atende.

O São Paulo Zona Sul testou, ligando em diferentes horários, e não conseguiu atendimento nenhuma vez.

Empresa diz que distribuirá novos panfletos

O São Paulo Zona Sul testou, ligando em diferentes horários, e não conseguiu atendimento nenhuma vez.

A Ecourbis informou, através de sua assessoria de imprensa, que as alterações aconteceram porque a frota da empresa foi ampliada, com 31 novos caminhões atuando na região. Alega que o telefone 0800 está funcionando, mas que houve sobrecarga pelo aumento das chamadas. Orienta os moradores para que também façam suas reclamações pelo telefone de atendimento da Prefeitura (156) ou pelo site www.ecourbis.com.br.

Quanto à coleta seletiva, nega que tenha sido interrompida, mas admite que tem havido problemas. Horários foram readequados e a empresa promete distribuir novos panfletos para esclarecer as dúvidas sobre este tipo de recolhimento de resíduos. Por outro lado, dá uma má notícia: “em algumas ocasiões, porém, pode ocorrer a sobrecarga nas centrais de triagem, o que inviabiliza a realização da coleta seletiva, com o serviço sendo retomado após a normalização das condições das centrais”. Em outras palavras: isto quer dizer que você pode ter todo o trabalho de separar e limpar o lixo em sua casa e depois ver os recicláveis por horas na calçada, sem recolhimento, com o risco de contribuir não com a reciclagem, mas sim com enchentes…

A EcoUrbis informou ainda que está realizando, a pedido e em parceria com a Prefeitura de São Paulo, uma força tarefa para minimizar os transtornos ocasionados pelas chuvas desta época do ano.  Equipes extras estão trabalhando para recolher os resíduos domiciliares em horários alternativos sempre que há alerta de tempestades em determinadas regiões. Este esforço visa justamente a trazer mais tranquilidade e minimizar os transtornos das fortes chuvas.

Procurada também para se manifestar sobre a fiscalização sobre a atuação da concessionária, a Secretaria de Serviços da Prefeitura não respondeu ao São Paulo Zona Sul até o fechamento desta edição.

 

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados