Jornal São Paulo Zona Sul

Artesãos interessados no Programa Mãos e Mentes já podem fazer pré-cadastramento

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura de São Paulo iniciou nesta semana o credenciamento de artesãos para integrar o Programa Mãos e Mentes Paulistanas. O objetivo é valorizar e qualificar os empreendedores artesanais e desenvolver o setor de artesanato e manualidades, promovendo a qualificação e geração de renda.

Para participar basta se pré-credenciar online e preencher um formulário com dados pessoais, o trabalho desenvolvido e outras informações que abastecerão a banca selecionadora. Haverá uma convocação posterior para testes de aptidão presencial.

Já foram credenciados 30 artesãos, que foram avaliados pela equipe técnica da Secretaria. A primeira selecionada foi Adriana Covolo, que atua na área há 16 anos com bijuterias e ecojóias. “O Programa Mãos e Mentes Paulistanas vêm dando muito apoio a nós artesãos, pois precisamos dessa força para que possamos aumentar as nossas vendas e crescer”, disse a artesã.

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico, Aline Cardoso, o Programa Mãos e Mentes Paulistanas contribuirá para ampliar as possibilidades de geração de renda na capital. “Temos um vasto leque de trabalhos artesanais que estão sendo mapeados em São Paulo. O programa, além de viabilizar que o artesão amplie sua renda e ganhe visibilidade e escala de produção, ajudaremos também a colocar a cidade como um polo de produção neste segmento”, destaca Aline Cardoso.

Com a criação do Programa, em março deste ano, a Secretaria passará a emitir a partir do segundo semestre de 2019 a Carteira Municipal do Empreendedor Artesanal e Manual. O artesão ou manualista que obtiver a Carteira Mãos e Mentes Paulistanas terá como benefício integrar a rede municipal de empreendedores do setor, participar de feiras e eventos da Prefeitura, cursos e oficinas, além de vender seus produtos nas lojas física e virtual da Prefeitura. Os espaços ainda serão criados neste ano, com previsão de inauguração no segundo semestre.

O setor

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o artesanato está presente como atividade econômica em 78,6% dos municípios brasileiros. O setor é fonte de renda para cerca de 8,5 milhões de brasileiros e movimenta mais de R$ 50 bilhões por ano.

Só na cidade de São Paulo, existem cerca de 20 mil artesãos oficialmente cadastrados, sendo que 10 mil deles são microempreendedores individuais e 1.700 são permissionários de feiras das Subprefeituras.

O pré-credenciamento é feito por este link www.bit.ly/cadastramentomaosementes

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!