Jornal São Paulo Zona Sul

Ainda há buracos em seu bairro? Reclame ao 156

Queixas, denúncias, fotos em redes sociais, pixação no asfalto… A quantidade de buracos espalhados pelos diferentes bairros de São Paulo motivou manifestações constantes nos últimos meses pelos moradores de São Paulo. Há 40 dias, a Prefeitura prometeu, então, triplicar os investimentos em zeladoria urbana e acelerar o serviço de tapa-buracos para eliminar os pedidos pendentes no serviço de atendimento ao cidadão – a Central 156. Essa semana, a Prefeitura anunciou que a meta foi superada: 28 mil buracos foram tapados em toda cidade, atendendo, todas as solicitações de tapa-buracos registradas no serviço 156 até o começo de abril.

“O prazo máximo de atendimento de uma solicitação no início do ano era de 45 dias. Trabalhamos com a meta de chegar até o final do semestre com o prazo máximo de 10 dias para atendimento a uma solicitação via 156”, destacou o prefeito Bruno Covas.

No dia 7 de abril deste ano, o portal 156 registrava cerca de 38 mil solicitações para serviços tapa-buracos. Deste total, a Prefeitura verificou que havia efetivamente 28 mil buracos. Um buraco pode ter mais de uma solicitação, pois duas pessoas diferentes podem reclamar do mesmo buraco. “Entre 7 de abril e 13 maio, 23 mil novas solicitações foram feitas. Durante esse período, nós atendemos não apenas as 38 mil que eram o estoque até 7 de abril, mas também mais 3 mil dessas 23 mil novas solicitações. Portanto, o estoque caiu para 20 mil”, disse Covas.

A Prefeitura alega que o número de buracos na cidade nunca vai ser zero, pois novos buracos surgem todos os dias, pelos mais diversos motivos, como chuvas, idade do asfalto etc.

E em sua rua ou bairro, há buracos? Desde quando? Já registrou na central 156? Informe o protocolo ao jornal SP Zona Sul e vamos acompanhar o período de solução da demanda.

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!