Siga-nos

Sem categoria

Abertura da Copa em São Paulo beneficiará a região?

Publicado

em

Proximidade com Aeroporto de Congonhas e concentração de hotéis devem gerar empregos até 2014

Dia dos namorados, 17h. A seleção brasileira abrirá a Copa do Mundo de 2014, em São Paulo. A confirmação, depois de discussões e bate-bocas, veio na tarde de ontem, dia 20, durante anúncio oficial feito pela Fifa em evento na Suíça. O capital paulista ainda abrigará outros cinco jogos, entre eles uma semifinal.

A seleção brasileira passará por São Paulo, Fortaleza e Brasília, na primeira fase do mundial. Depois, se passar como líder de seu grupo, o Brasil passa por Belo Horizonte, Fortaleza e faz a final no Maracanã, Rio de Janeiro, que ficou com o encerramento. Se ao final da primeira etapa estiver em segundo lugar, o Brasil joga em Fortaleza, Salvador e novamente São Paulo, antes de chegar à final no Rio de Janeiro. Dessa forma, o principal estádio brasileiro, o Maracanã, pode até ficar sem abrigar um jogo do Brasil, caso nossa seleção não se classifique para a final.

Já em São Paulo, o anúncio acabou com indecisões sobre investimentos e uma agenda deve ser criada para preparar a cidade.

Para a região, as expectativas eram maiores quando ainda se planejava que os jogos ocorressem no Morumbi. Se a sede paulista fosse o estádio da Zona Sul, certamente o governo do Estado e a Prefeitura acelerariam obras como a de expansão da Linha 5 – Lilás, e 17, Ouro, do Metrô. Também o projeto para a continuação da Avenida Jornalista Roberto Marinho em direção à Rodovia dos Imigrantes, e que facilita o acesso ao bairro do Morumbi, seriam priorizadas.

Mas, ainda assim, a Copa naturalmente trará benefícios para a cidade toda. E a região de Jabaquara, Vila Mariana e Moema concentram vários hoteis importantes, pela proximidade com o Aeroporto de Congonhas.

O fato de Congonhas ser importante ligação com outras cidades-sede da Copa, em um país de dimensões continentais onde não há trens e as estradas são muito ruins, também deve atrair investimentos e gerar muitos empregos nos bairros próximos. Vale ainda destacar que a Copa deve gerar novos postos de trabalho não só na hotelaria como em transporte e serviços de atendimento ao turista e em restaurantes e bares da região.

A ligação do aeroporto com a rede de metrô, através da linha Ouro, planejada para o bairro do Jabaquara, também será acelerada, prometeu ontem o governador Geraldo Alckmin durante o anúncio das cidades sede, para facilitar “os deslocamentos dos turistas, da população e dos trabalhadores”

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados