Siga-nos

Artigo

A Poupança não é mais a mesma

Publicado

em

Com quase 140 anos de vida, a caderneta de poupança é o investimento preferido dos brasileiros. A simplicidade para abertura, para saques, depósitos e a ausência de taxas e impostos são alguns dos fatores que a fazem ser a queridinha da população.

Mas ao longo de tanto tempo, a nossa poupança sofreu algumas mudanças e não foram para melhor. A principal alteração recente ocorreu durante o governo Dilma, que mudou seu rendimento para uma taxa referencial + 70% da taxa básica da economia.

Na prática, reduziu ainda mais o rendimento e hoje ao deixar seu dinheiro na poupança, você acaba perdendo dinheiro todo mês.

Mas como assim eu perco dinheiro se após um mês eu consigo sacar mais do que eu coloquei?

Isso se chama:

Ilusão monetária.

Realmente, a cada mês é adicionada uma pequena quantia ao seu montante inicial, o que faz parecer que seu dinheiro está rendendo. Mas o grande problema é que a inflação é maior do que esse rendimento, o que te faz todo mês, perder dinheiro.

Vamos a um exemplo prático: Imagine que você tem 10 reais hoje, e com esse dinheiro você consiga comprar 1 quilo de feijão. Ao invés de comprar o feijão, você coloca esse dinheiro na poupança para guardá-lo.

Após 1 mês, você vai verificar na sua conta poupança e o valor rendeu R$ 0,50 e agora você possui R$ 10,50.

Você fica feliz, retira seu dinheiro e vai ao mercado.

Ao chegar lá, vê que o quilo do mesmo feijão já não está mais R$ 10,00, devido à inflação do período, agora ele custa R$ 11,00 e seu dinheiro, que no mês passado era capaz de comprar o saco de feijão, já não é mais suficiente para comprá-lo.

Entendeu como funciona?

Você fica com a falsa impressão que está ganhando dinheiro, quando na verdade, o rendimento da poupança não é capaz nem de igualar os aumentos dos preços dos produtos, e a cada mês que seu dinheiro fica na poupança, mais distante você fica de conseguir comprar as mesmas coisas que conseguia antes.

Você deve estar pensando agora: Mas pelo menos é o lugar mais seguro para eu deixar meu dinheiro, correto?

Errado.

Ao contrário do dito popular, a poupança não é o lugar mais seguro para guardar seu dinheiro, e não preciso ir muito longe para te mostrar isso: você se lembra do Collor?

Pois é. Não precisamos nem entrar nesse assunto.

Mas se a poupança rende mal e não é tão segura assim, onde devo guardar meu dinheiro?

Existem diversas opções nas quais você poderá ter um maior rendimento com a mesma ou até com mais segurança que a caderneta de poupança.

A principal alternativa é o Tesouro Selic, que nada mais é do que um título de renda fixa do Tesouro Nacional, que possui maior rentabilidade e é considerado o investimento mais seguro do Brasil.

Para acessá-lo basta entrar no site oficial do Tesouro.

Outra alternativa que você pode encontrar, até mesmo no seu banco, é um CDB que renda 100% do CDI com liquidez diária, o que garante que você retire seu dinheiro no momento que precisar.

Portanto, se você ainda deixa seu dinheiro na caderneta de poupança, talvez esteja na hora de você rever seus hábitos e buscar evoluir nos seus investimentos.

Seu futuro agradece.

Renan Freitas, CFEd®

(Certified Financial Educator)

Siga em instagram.com/focanoaporte

Advertisement
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2021 Jornal São Paulo Zona Sul - Todos os Direitos Reservados