Quem se lembra do Sesc Paulista? A unidade era meio esquecida, apesar de sua localização privilegiada, de fácil acesso com transporte público e em região extremamente movimentada. Até que, sete anos atrás, fechou para reforma. Agora, nesse domingo, o Sesc Avenida Paulista praticamente será inaugurado de novo. E durante todo o feriadão haverá atividades gratuitas.

São 17 andares de muita cultura, tecnologia, arte, lazer. A rede Sesc garante que haverá programação para diferentes gostos. A arte, o corpo e à tecnologia são foco da agenda.

A programação completa está aqui, mas o Sesc alerta que pode haver alterações:

Outra dica para os fãs da rede Sesc e todos aqueles que pretendem descobrir a nova unidade é que há um aplicativo, disponível em Google Play e App Store, que vai não apenas organizar a programação e criar alertas como também guiar os visitantes pelos diferentes espaços enquanto estiverem lá. Para baixar, há links em www.sescavenidapaulista.org.br.

A unidade fica na Avenida Paulista, 119 – Paraíso. Telefone: (11) 3224-8638 ‎. Twitter: twitter.com/sescavpaulista; Facebook: www.facebook.com/pages/SESC-Belenzinho/175613972463196?rf=136946606370448. Site: www.sescsp.org.br/sesc/busca/index.cfm?UnidadesDirector=47&inslog=128

Prédio sustentável

Destaque também para a filosofia “verde” e sustentável do Sesc Avenida Paulista.

Apesar de ter passado por uma imensa e prolongada obra, a rede Sesc informa que o antigo prédio não foi demolido e houve aproveitamento de lajes, fachadas, paredes estruturais, de forma a não gerar tanto entulho e resíduos. O Sesc Paulista também conta com lixeiras divididas para coleta seletiva, para que o visitante contribua com a separação dos resíduos para posterior reciclagem.

No projeto, houve valorização da entrada de luz natural, com muitas janelas. Por outro lado, todos os vidros são protegidos contra os raios UV e de forma a evitar calor intenso. A iluminação do prédio também foi desenhada para economia de energia: há sensores de presença que garantem ligar e desligar em diferentes pontos, como também intensidade que varia conforme a necessidade de cadaambiente. Há ainda armazenamento de energia para garantir o funcionamento das escadas rolantes e elevadores.

Jardineiras e hortas estão espalhadas por todos os andares e, na cobertura, há um “teto verde”, um jardim que ajuda a manter a temperatura da unidade, absorve água e, claro, representa mais plantas para a cidade. Esse jardim não é aberto à visitação pública, entretanto. Há ainda um jardim vertical, forrando um muro da unidade. Todo esse verde é irrigado com água da chuva e de reuso, da própria unidade.

Ainda em se tratando de água, o aquecimento dos chuveiros é feito por meio de placas solares instalada na cobertura.  E mais: os usuários serão estimulados a usar squeezes, aquelas garrafinhas reutilizáveis, em vez de descartáveis como garrafinhas pets ou copos de plástico, nos bebedouros instalados na unidade.

O público também sentirá que é estimulado a frequentar a nova unidade usando meios de locomoção sustentáveis. Há paraciclo com lugar para muitas bikes e vale lembrar que a Paulista é servida por ciclovia bem estruturada e conectada, especialmente à rede da zona sul paulistana – Vila Mariana e Jabaquara.

Não quer ir de bike? Bem, tem metrô e inúmeras linhas de ônibus passando por ali. Aliás, vale lembrar que amanhã, domingo, dia de inauguração da nova unidade, e terça, feriado, haverá “Paulista Aberta”, ou seja, a avenida fica livre para os pedestres e interditada aos carros. Basta descer na estação Brigadeiro (mais próxima), da linha verde, ou Paraíso, da linha Azul.

O prédio ainda conta com pontos de recarga de baterias para automóveis e cadeiras de rodas.

 

Compartilhe:

Comente essa matéria: