De 12 a 18 de janeiro, no Sambódromo do Anhembi, 13 escolas de samba já apresentam seu batuque. batuque das 13 escolas de samba, inclusive agremiações da zona sul de São Paulo, como Imperador do Ipiranga e Barroca Zona Sul. Os ensaios, de acordo com a Liga SP, são uma prévia para o que vai acontecer no carnaval desse ano e podem ser conferidos gratuitamente pelo público interessado. A Liga é a entidade civil responsável pela organização dos desfiles das escolas de samba da cidade.

Além das agremiações locais, haverá: Mocidade Alegre, Mancha Verde, Colorado do Brás, Nenê de Vila Matilde, Unidos de Vila Maria, Rosas de Ouro, Gaviões da Fiel, Vai-Vai, Dragões da Real, Pérola Negra e Império de Casa Verde.

O fim de semana promete ser agitado logo no dia 12 de janeiro, às 21h, com o ensaio técnico da Mocidade Alegre, que fará uma homenagem à cantora Alcione com o enredo “A Voz Marrom que Não Deixa o Samba Morrer”, composto por Biro Biro, Gui Cruz, Imperial, Luciano Rosa, Portuga, Rafael Falanga, Rodrigo Minuetto e Vitor Gabrie, e entonação de Tiganá e Ito Melodia.

Na sequência, às 22h15, a Mancha Verde vai preparar para o público uma relação afetuosa e para lá de animada homenageando um grupo de samba com o enredo “A amizade. A Mancha agradece do fundo do nosso quintal”, dos compositores Sereno, Marcelo Casa Nossa, Darlan Alves, R Silva, R Minueto, Vitor Gabriel e Gui Cruz, e interpretação de Fredy Vianna. A escola ainda se apresentará no dia 2 de fevereiro (sexta-feira), às 20h.

Sábado (13 de janeiro), a partir das 18h, é dia de se programar para curtir seis ensaios técnicos. O primeiro ensaio será da Imperador do Ipiranga, que espalhará a esperança com o enredo “Solidariedade. A explícita magia de sonhar, amar, viver, em prol do bem”, composto por Max, Neto, Grandão, Fadico, Totonho, Joabil Jr, Luciano Costa e Arakem, e interpretado pelo Juninho Berin e Rodrigo Atração.

A programação continua, às 19h15, com a Colorado do Brás faz o seu ensaio técnico regado de boas vibrações com o enredo “Axé – Caminhos que levam a Fé”, com a composição musical de Marcio Pessi, Edson Daféh, Gilson Caffe, Magrao da caprichosos e Hermes Sobral, e interpretação de Chitão Martins.

Logo depois, às 20h30, a Nenê de Vila Matilde revelará a sua arte de sambar, além de mostrar o seu canto com “A epopeia de uma Deusa africana”, através da composição de Kaska, Silas Augusto, Vitão, Zé Paulo Sierra, Léo do Cavaco e Luis Jorge, e na voz de Agnaldo Amaral.

Na sequência, às 21h45, a Unidos de Vila Maria realizará uma homenagem ao artista Roberto Gómez Bolaños com o enredo “Aproveitam-se de minha nobreza, você não soube, não te contaram? Suspeitei desde o princípio! Não contavam com minha astúcia! Arriba Bolanõs, Arriba Vila, Arriba México”, na composição de Dudu Nobre, Rafa do Cavaco, Turko, Maradona, Diego Nicolau, Pepe Niterói, Marcelo Nunes, Evandro Bocão e André Diniz, e entonação de Wander Pires.

A Rosas de Ouro ensaiará, às 23h, desbravando o enredo “Pelas estradas da vida, sonhos e aventuras de um herói brasileiro”, na composição musical de Aquiles da Vila, Guiga Oliveira, Fabiano Sorriso, JC Castilho, Marcus Boldrini, Rafa Crepaldi, Rapha SP, Salgado Luz e Vaguinho, e na voz de Royce do Cavaco.

Na madrugada, à 0h15, a Gaviões da Fiel apresentará os encantos e magias de “Guarus – Na aurora da criação, a profecia Tupi… Prosperidade e paz aos mensageiros de Rudá”, na composição de Luciano Costa, Bruno Muleke, Totonho, Alex, Fabio Palácio, Neto, Reinaldo Jr. e Fadico, sob a liderança vocal de Ernesto Teixeira.

A Vai-Vai encerrará a agenda de sábado, à 1h30, com a homenagem ao cantor Gilberto Gil no enredo “Sambar com fé eu vou”, composto por Edegar Cirillo, Marcelo Casa Nossa, André Ricardo, Dema, Gui Cruz, Rodolfo Minuetto, Rodrigo Minuetto e Kz, sob a voz de Grazzi Brasil.

No domingo (14), a partir das 19h, o Sambódromo do Anhembi volta com toda pompa abrindo a avenida para o ensaio técnico da Dragões da Real, que fará um agraciamento ao povo caipira com o enredo “Minha Música, Minha Raiz. Abram a Porteira Para Essa Gente Caipira e Feliz”, composta por Armênio Poesia, Xandinho Nocera, Léo do Cavaco, Ronaldo Maransaldi, Renne Campos, Paulo Senna, Alemão do Pandeiro, Fábio Brazza, CG e Wagner Rodrigues, e interpretação de Renê Sobral.

Em seguida, às 20h15, o ensaio técnico será da agremiação Pérola Negra, que fará um tributo com o enredo “Numa viagem arretada por terras nordestinas, a Joia Rara do Samba embarca rumo ao maior São João do Mundo: Campina Grande”, dos compositores Edilson Casal, Rodrigo Minuetto, Rodolfo Minuetto, Victor Sampaio, Felipe Dingo, Portuga, Gui Cruz, Luciano Rosa e Vitor Gabriel, e a voz de Daniel Collete.

A próxima apresentação será da Barroca Zona Sul, às 21h30, que festejará com o enredo “Carnevale. A magia da folia”, na composição de Sukata, Morganti, Jairo Roizen, Willian Tadeu, André Filosofia, André Valêncio, Robson Cezar e Tubino Meiners, e sob a liderança vocal de Pixulé.

No dia 18 de janeiro (quinta-feira), às 21h, o público terá a oportunidade de participar do ensaio técnico da Império de Casa Verde. A escola mostrará o poder da união com o enredo “O povo, a nobreza real”, composta por Jairo Roizen, Thiago Sukata, Godoi, Luciano Godoi, Claudio Mattos, Tavares, Rafael Tubino, André Valêncio, Willian Lima, Meiners e Victor Alves, e interpretação de Carlos Júnior.

Confira a agenda:

Dia 12 de janeiro (sexta-feira)

21h – Mocidade Alegre

22h15 – Mancha Verde

Dia 13 de janeiro (sábado)

18h – Imperador do Ipiranga

19h15 – Colorado do Brás

20h30 – Nenê de Vila Matilde

21h45 – Unidos de Vila Maria

23h – Rosas de Ouro

0h15 – Gaviões da Fiel

1h30 – Vai-Vai

Dia 14 de janeiro (domingo)

19h – Dragões da Real

20h15 – Pérola Negra

21h30 – Barroca Zona Sul

Dia 18 de janeiro (quinta-feira)

21h – Império de Casa Verde

Os ensaios acontecem no Sambódromo, que fica na Avenida Olavo Fontoura, 1209 – Santana, com entrada gratuita. A recomendação é para que o público chegue com antecedência ao horário do desfile de sua escola

Compartilhe:

Comente essa matéria:

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!