Jornal São Paulo Zona Sul

Prédio desaba no centro e pessoas se mobilizam para ajudar moradores

Um prédio de 26 andares no centro da capital paulista, onde viviam 50 famílias, desabou em chamas por volta das 3 horas de hoje (1º), após ter sido atingido por um incêndio. O edifício, que ficava na Avenida Rio Branco, na região do Largo do Paissandu, era ocupado por um movimento social de defesa ao direto a moradia.

O Corpo de Bombeiros confirmou, até o momento, que uma pessoa morreu. Não há informações oficiais sobre o número de desaparecidos. Uma faixa da avenida Rio Branco foi tomada pelos escombros do edifício que desabou.

O edifício, que ficava na avenida Rio Branco, na região do Largo do Paissandu, era ocupado por um movimento social de defesa ao direto a moradia.

Um segundo prédio, próximo ao que desabou, também foi atingido pelo incêndio. O edifício, no entanto, estava vazio e as chamas estão restritas a um único andar. Cerca de 160 membros do Corpo de Bombeiros atendem a ocorrência.

Com informações e imagens da Agencia Brasil/Corpo de Bombeiros de SP

Desmoronamento

Uma moradora vizinha filmava o incêndio e transmitia ao vivo pelo Facebook no momento em que houve o desabamento. Veja:

 

Doações

Em uma página especial na rede social Facebook, várias pessoas estão se mobilizando e oferecendo doações para as vítimas do incêndio por meio da página https://www.facebook.com/crisisresponse/the-building-collapse-in-so-paulo-brazil-may01-2018/support/. Há desde oferta de lençóis, roupas e objetos domésticos até oferta de almoço em restaurantes paulistanos ou até trabalho voluntário.

Ainda não se sabe, entretanto, como as vítimas terão acesso às ofertas. A Defesa Civil (telefone 199) ainda não divulgou endereço para entrega de doações às famílias que viviam ali. Há muitos doadores no local, levando pessoalmente aos desabrigados pertences diversos.

FOTO: DEFESA CIVIL DE SP
FOTO: DEFESA CIVIL DE SP

 

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!