Horas de espera e desgaste em longas conexões em aeroportos. Horários de trens cancelados. Taxistas com valores abusivos. Hotéis muito diferentes do que mostravam as fotos da internet… São tantas e tão frequentes as queixas de turistas que se aventuram pelo mundo que a tão sonhada viagem a outros países pode se transformar em uma sucessão de pesadelos, decepções e transtornos.

“As pessoas têm a visão equivocada de que agentes de viagem são intermediários que ganham em cima de serviços que elas podem contratar diretamente. E, por isso, muita gente acaba optando em agendar voos, reservar hotéis e planejar percursos diretamente”, avalia Andréa Giuliano, da Personale Turismo, agência com mais de 16 anos de existência, especializada em viagens nacionais e internacionais.

Ela afirma que o planejamento de uma viagem com auxílio da agência evita muitas dores de cabeça e ainda traz economia. “No fim das contas, o desperdício de tempo por conta de planejamento errado ou por desconhecimento pode encarecer e muito qualquer viagem. Sem falar que um agente experiente sabe indicar o melhor hotel ou garantir a melhor reserva de carro, por exemplo, que às vezes sairá mais barato que o inicialmente previsto pelo turista”, diz.

Como as viagens internacionais se popularizaram nos últimos anos, é cada vez mais frequente as pessoas entenderem que este é um sonho ao alcance de todos. “E na agência de turismo, o parcelamento é facilitado, diferente de quando o cliente contrata diretamente serviços pela internet ou no destino”, explica.

Andréa credita esta imagem de que as agências encarecem viagens a um entendimento ultrapassado. “Na verdade, no passado, viagens internacionais eram efetivamente muito mais caras e por isso eram privilégio de camadas mais ricas, que sempre recorreram às agências”, supõe. “Mas, o fato é que executivos e outros turistas tradicionais, mais habituados a viajar, sempre souberam que é mais eficiente deixar preocupações burocráticas de agendamento, orçamentos e planejamento a cargo de agentes especializados”.

Agentes ainda têm acesso a informações sempre atualizadas e conhecem as promoções em andamento, sabem qual a melhor época para reservas e têm as melhores taxas para serviços como alimentação, bebida, spas…

“Há inclusive sites que apresentam hotéis como indisponíveis, porém há cotas diferentes para estes sites de reserva. Agências têm acesso a estoques diferenciados de vagas”, conta a agente.

Mas, tudo indica que o cenário está se transformando. Os millenials – como são chamados os jovens que cresceram e se formaram na Era da Tecnologia e da cultura digital, apaixonados por viagens e descobertas, os agentes são essenciais para melhorar a experiência. Nos Estados Unidos, no ano passado, uma pesquisa mostrou que a compra de viagens e pacotes intermediados por agências cresceram em 2016.

Para cotar uma viagem pela Personale Turismo, entre em contato pelo telefone 3812-2385. Siga a Fanpage para conferir pacotes e ofertas: facebook.com/personalleviagens. Há também algumas sugestões no site: personaleturismo.com.br.

Compartilhe:

Comente essa matéria: