Primeira fase está em andamento e deve ser concluída no segundo semestre de 2019, evitando os frequentes alagamentos na Avenida Abraão de Moraes. Segunda etapa de obras ainda deve demorar a acontecer

São muitos anos de enchentes que interditam o trânsito e causam muitos transtornos para a população de Vila Mariana, Jabaquara e Ipiranga, principalmente. Mas, a promessa é de que a partir do segundo semestre do ano que vem a situação terá sensível melhora e, futuramente, poderá se resolver em definitivo.

Uma obra que estava prometida desde 2013 para o Córrego Ipiranga finalmente está sendo executada: a construção de “piscinões” junto ao viatudo Aliomar Baleeiro, nas proximidades da Avenida Fagundes Filho, onde o riacho passa a correr em céu aberto.

No sábado passado, o prefeito Bruno Covas esteve no local, vistoriando as obras de construção do piscinão chamado de R2, acompanhado do secretário de Infraestrutura Urbana e Obras, Vitor Aly. “Estamos trabalhando para dotar a cidade da infraestrutura necessária para minimizar os impactos causados nos períodos de chuvas”, disse o secretário.

A obra estava prevista no PAC 2 – Plano de Aceleração do Crescimento, do Governo Federal, durante o mandato de Dilma Roussef e chegou a ser anunciada pelo então prefeito Fernando Haddad. Mas, a verba não foi repassada e a obra ficou só no papel até o ano passado, quando os recursos federais finalmente vieram. As obras estão orçadas em R$ 160 milhões, sendo R$ 122 milhões de repasses do Ministério das Cidades.

O piscinão terá capacidade para armazenar 200 mil metros cúbicos, que equivalem a 80 piscinas olímpicas.

Estão previstas, ainda, a execução de 280 metros de galerias do córrego Cacareco e a canalização do Riacho do Ipiranga, em um total de 2.455 metros de canalização e galerias.

O reservatório receberá as águas excedentes do Riacho do Ipiranga, do córrego Água Vermelha e do córrego Cacareco. O novo piscinão será aberto e parte do seu esvaziamento será feito por um sistema de bombas.

Para construir o piscinão, que é formado por dois compartimentos de 13 metros de profundidade, a alça de acesso do viaduto Aliomar Baleeiro para a Avenida Professor Abraão de Morais está sendo readequada.

Já foram escavados 30 mil metros cúbicos de terra e instaladas 229 das 336 lamelas (paredes que dão forma ao piscinão). Tirantes (elementos lineares capazes de transmitir esforços de tração entre suas extremidades) e vigas de coroamento (estrutura que trava a lamela) também estão em fase de instalação. No total, 15% da edificação foi executad.

O Córrego Ipiranga será canalizado em dois trechos. Serão 1.600 metros de canalização entre o Viaduto Ministro Aliomar Beleeiro e a Avenida Bosque da Saúde, e 575 metros de canalização entre a Lagoa Aliperti e o Viaduto Aliomar Baleeiro.

Lagoa Aliperti

Há ainda uma segunda etapa de obras prevista para eliminar o problema de enchentes no corredor formado pelas avenidas Ricardo Jafet e Abraão de Mores.: construção de outro reservatório, o RI- 01, junto à Lagoa Aliperti, na região da Rodovia dos Imigrantes, que permitirá o armazenamento de 110 mil metros cúbicos de água. O RI-01, entretanto, ainda está em projeto, com desapropriações em andamento. De acordo com a Secretaria de Infraestrutura Urbana, está em andamento na Justiça o processo de desapropriação de um terreno na Avenida Miguel Estefano. O contrato prevê que a construção do reservatório seja executada no prazo de 21 meses.

Leia também:

 

Compartilhe:

Comente essa matéria: