Jornal São Paulo Zona Sul

Móveis velhos ocupando espaço? Doe

como doar móveis velhos ou comprar em bazares de móveis, além de dicas do cata bagulho

Há uma estante encostada na edícula da casa? Um filho se mudou e pretende transformar o quarto dele em escritório? Está indo para um imóvel menor e precisa se desfazer de alguns itens de grande porte? A internet hoje é um ótimo instrumento para quem quer descartar móveis de forma correta e, sobretudo, que facilita o “intercâmbio”. É possível divulgar seu móvel antigo para vender, trocar, doar a alguém que esteja interessado, seja nas redes sociais ou em sites de classificados.

Entretanto, nesses casos, vale lembrar, será necessário transportar esse grande objeto.

Outra alternativa é recorrer a entidades beneficentes que promovem bazares beneficentes com esses produtos.

O doador contribui para os trabalhos sociais daquela entidade e, ao mesmo tempo, facilita também a vida do comprador, que terá acesso a um produto por preço acessível. E o mais importante: as entidades retiram o móvel em sua casa!

Uma delas é o Instituto de Meninos São Judas Tadeu, que mantém um Bazar de Móveis no prédio ao fundo de sua sede no Planalto Paulista, com entrada pela Avenida Piassanguaba, nº 3002.

Nele, são comercializados móveis, além de objetos de decoração, utilidades domésticas, aparelhos elétricos e eletrônicos, livros, brinquedos e diversos utensílios doados ao Instituto.

Funciona de segunda a sexta, das 9h às 16h; sábados, das 8h às 11h30; e no dia 28 de cada mês, das 9h às 16h.

Cata bagulho: para móveis inservíveis

Vale ressaltar que esse processo evita a formação de lixo, o chamado “bagulho” urbano. Aliás, é importante apontar: móveis que não têm conserto não devem ser doados.

Nesse caso, também é possível  ter o móvel retirado na porta de casa: basta consultar o calendário do Cata Bagulho, serviço prestado pelas Prefeituras Regionais gratuitamente.

O calendário está no site da prefeitura, conforme a Subprefeitura (clique no nome):

Comentar

Teste

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!