Jornal São Paulo Zona Sul

Metrô do Jabaquara para Congonhas: sem previsão para início de obras

Trabalho em ritmo lento ou paralisado, denúncias de gastos excessivos, prazos repetidamente estendidos, questionamentos pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo… As obras da Linha 17 – Ouro do metrô têm sido alvo de constantes críticas e suspeitas. Chegaram a ficar totalmente suspensas entre janeiro e junho deste ano, quando foram parcialmente retomadas. A linha ouro deveria ligar o Jabaquara ao Morumbi, passando pelo Aeroporto de Congonhas. Entretanto, as obras atuais não incluem o trecho do Jabaquara a Congonhas e não há sequer previsão para início do trajeto.
Após assinatura do contrato para construção do trecho Congonhas Morumbi, em 2011, o metrô havia previsto que a linha ficaria pronta para a Copa do Mundo de Futebol no Brasil, em 2014 (veja histórico completo abaixo). Mas, com a desistência de usar o estádio do Morumbi como sede dos jogos em São Paulo, as previsões se alteraram: inicialmente para 2016 e agora já se fala em 2018.
O Tribunal de Contas do Estado está questionando a obra também por conta deste planejamento com atrasos. Afinal, a companhia do metropolitano alegou ter optado pelo sistema em monotrilho porque “a implantação desse sistema é rápida e com baixo impacto social e ambiental quando comparada a outros sistemas de transporte”.
Quando for completada, entretanto, a linha terá levado mais de sete anos em obras.
Questionada pelo jornal SP Zona Sul sobre a recente paralisação e atraso nas obras, a companhia do Metrô explicou que ocorreu “em razão do descumprimento contratual por parte consórcios Monotrilho Pátio e Monotrilho Estações (formados pelas empresas Andrade Gutierrez e CR Almeida), que paralisaram as obras para a construção do pátio e de quatro estações da Linha 17, os contratos foram rescindidos no final do ano passado”
O metrô esclareceu ainda que as obras das estações já foram retomadas com a assinatura do contrato com o Consórcio TIDP (TIISA-Infraestrutura e Investimentos S/A e DP Barros Pavimentação e Construção LTDA), em maio. O acordo para a construção do pátio de manobras deverá ser firmado até o fim deste mês com o Consórcio formado pelas empresas TIISA-Infraestrutura e Investimentos S/A, Construtora Triunfo S/A e DP Barros Pavimentação e Construção LTDA. Diante disto, o cronograma de entrega da linha está em reprogramação.

Veja aqui vídeo recentemente divulgado pelo Metrô, divulgando o estágio atual das obras

A nova licitação, entretanto, não prevê a estação Morumbi. Isto porque, novos estudos feitos pelo metrô indicaram que a parada terá movimento maior do que o previsto inicialmente, ou seja, será necessário refazer o projeto por conta de uma demanda superior.
O Metrô esclareceu que está elaborando novo edital de licitação para a contratação da nova estação Morumbi, da Linha 17-Ouro, cujo projeto foi readequado para atender às necessidades e melhorias identificadas durante o desenvolvimento do projeto executivo.
A empresa não respondeu, entretanto, se o atraso na inauguração da estação Morumbi e a falta de conexão com a Linha Azul, na estação Jabaquara, para a qual não há previsão, significará que a linha será inaugurada sem conexão com nenhuma outra linha da rede. A Linha Ouro também tem previsão de conexão com a Linha 5 – Lilás, na estação Água Espraiada, mas também não há previsão exata de conclusão desta parada.

Foto

Projeto inicial previa ligação São Judas Congonhas para 2010

Em 2008, durante as comemorações dos 40 anos do metrô, o então presidente da empresa previa: a ligação entre a malha metroviária e o Aeroporto de Congonhas aconteceria em apenas dois anos. Seria através da “Linha Ouro – 17”, que teria um ramal ligando Congonhas à estação São Judas.
O metrô desistiu desta conexão e, em 2011, assinou o contrato para a Linha já estabelecendo que haveria uma conexão com a Linha 1 – Azul, pelo terminal Jabaquara. Na época, o governador Geraldo Alckmin chegou a prever que esta conexão estaria pronta até a Copa de 2014: “Quem descer no Aeroporto de Congonhas pega o monotrilho e estará em Jabaquara, dentro do metrô e, pelo metrô, dentro do estádio. Você interliga o estão ao Aeroporto de Congonhas sem o automóvel”. Na Copa, entretanto, foi criada uma linha de ônibus já que as obras do monotrilho estavam atrasadas.
A linha Ouro terá 18 km de extensão, ligando o bairro do Morumbi ao Jabaquara e ao Aeroporto de Congonhas. Estão previstas dezoito estações ao longo do trajeto, sendo quatro delas interligadas com outras linhas do Metrô e da CPTM: Linhas Azul, Lilás, Amarela, do Metrô, e Esmeralda da CPTM.

Comentar

Teste

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!