Jornal São Paulo Zona Sul

Hospital Santa Marina deve ser reaberto no primeiro semestre de 2014

Como o jornal São Paulo Zona Sul anunciou no final de novembro, a Prefeitura formalizou a aquisição do Hospital Santa Marina. Na segunda, 16, o prefeito Fernando Haddad recebeu as chaves do equipamento, em um ato simbólico. Desativado há mais de dois anos depois da falência de seus administradores, o hospital ficou fechado por dois anos até que foi à leilão, em agosto deste ano. No dia do leilão, a Prefeitura havia publicado, em Diário Oficial, um decreto que desapropriava o hospitall, mas o certame foi realizado mesmo assim e a operadora de Saúde Amil oferto R% 50 milhões pelo equipamento.

Entretanto, desde a ocasião o prefeito já afirmava que negociaria com a operadora a transferência do equipamento para a administração municipal. “Quando este prédio foi a leilão para pagar os direitos trabalhistas dos ex-funcionários do Santa Marina, a Amil adquiriu o hospital. Um dia antes a Prefeitura tinha decretado a utilidade pública deste equipamento. Fizemos então um acordo em juízo para passar o hospital para a Prefeitura, com a indenização do que foi pago pelo hospital”, disse Haddad.

Na cerimônia de transferência, o prefeito celebrou a aquisição porque, segundo ele, o Hospital representará a ampliação do atendimento em saúde pública nas regiões sul e sudeste. Serão mais de 250 leitos funcionando ainda no primeiro semestre de 2014. Segundo a Prefeitura, o hospital irá abrigar um hospital geral com maternidade e terá pronto socorro, atenderá pediatria e clínica médica, com a realização de cirurgias.

“O hospital era privado, estava fechado. Nós compramos o hospital, vamos reformá-lo e até o primeiro semestre do ano que vem ele já começa a funcionar pelo SUS”, afirmou Haddad. O novo hospital público é uma demanda dos movimentos sociais de saúde da zona Sul da cidade e foi fruto de um acordo entre a administração municipal e a empresa Amil. A Prefeitura pagou R$ 59,4 milhões para ter o Santa Marina.

Também como o São Paulo Zona Sul havia antecipado, o prefeito estuda criar um sistema em que, provavelmente, o Hospital será administrado pela equipe do Albert Einstein, em um acordo que envolve um convênio federal. Durante o evento de entrega das chaves, a Prefeitura se limitou a informar que será aberto um chamamento público para o desenvolvimento do modelo de administração do hospital.

A Secretaria municipal de Saúde estima que a reforma dure quatro ou cinco meses. “A zona sul é a região da cidade de São Paulo que tem a menor oferta de leitos públicos para a saúde. A cidade oferece cerca de dois leitos públicos por mil habitantes. Na zona sul tem 0,7. E nesta região próxima do Jabaquara, de Cidade Ademar tem 0,4”, explicou o secretário municipal de Saúde, José de Fillipi.

Durante o evento, o movimento popular do Jabaquara entregou ao prefeito um documento de apoio ao novo hospital com a assinatura de 47 organizações da região. “Em nome do movimento popular de saúde eu gostaria de dizer que esta é uma conquista nossa. Pedimos este hospital, fizemos várias ações e queremos juntos discutir como será daqui para frente”, contou João Batista Mariano, membro do conselho gestor da saúde do Jabaquara.

O Hospital Santa Marinapossui 265 leitos hospitalares além de unidades de terapia intensiva, maternidade, equipamentos para cirurgias e exames, como ressonância magnética e tomografia. Ocupa um terreno de 15 mil metros quadrados, com uma área construída de 25 mil metros.

 

 

24 comentários

  • gostaria de saber como vai ficar e quem vai pagar os funcionarios que trabalharam no hospital santa marina, e se vai existir a possibilidade destes funcionarios serem recontratados pois este hospital predeu muitos, muitos funcionarios competentes,responsavel e comprometidos com o trabalho, aguardo por uma resposta.

  • Boa Tarde por gentileza, gostaria de saber como enviar meu cv para as vagas no futuro hospital Santa Marina.

    No aguardo

    Att.Fernanda Mira

  • Gostaria de saber como fica a situação dos ex funcionários que tem processos na justiça em fase de execução como fica! pessoas como minha esposa que espera até hoje e o que se ouve do advogado é tá indo ta indo e nada de uma resposta concreta.

  • Boa tarde a todos!!!

    Pelo amor de Deus!!! E o meu processo, como vai ficar???
    Comarca: São Paulo – Capital – 75ª Vara do Trabalho
    Processo: 01216006320095020075-AÇÃO TRABALHISTA (ORDINÁRIO)

    Autor: Ana Paula Brito dos Santos
    Réu..:Hospital e Maternidade Santa Marina LTDA +

    DATA TRÂMITE
    23/08/13 Entrega em carga/vista de AÇÃO TRABALHISTA (ORDINÁRIO)
    ALINE WASCHINKE DURAO-OAB 184960/E-SP-Autor
    Fone (0011 )36166546, SÃO PAULO-SP
    23/08/13 Recebimento de AÇÃO TRABALHISTA (ORDINÁRIO)
    Data prevista 30/08/2013
    ALINE WASCHINKE DURAO

  • Quando o hospital vai começar a pagar as dividida. Eu trabalhei 11messes sem receber e estou esperando para receber meus direitos
    :

  • Parabéns a todos pelo desempenho e trabalho realizado a essa nova conquista, pois tenho fé em Deus que esse novo projeto poderá salvar muitas e muitas vidas.
    Por outro lado espero que esse Sr. Silvio Miglio fique bem longe de tudo e todos pelo o que ele causou a centenas de famílias não honrando com a sua palavra em fazer o pagamento de quem trabalhou honestamente para ele.
    Colhemos o que plantamos e a consequência sempre vem, que ele não gaste o valor que deve a mim e as outras pessoas comprando remédios para ele e sua família.

  • Se o hospital ja foi arrematado e vendido porque a demora em pagar as dividas trabalhistas dos antigos funcionários do Hospital Santa Marina, que desde 2011 aguardam uma solução?

  • Boa tarde!!!

    Por favor, será que alguém poderia nos dar informação referente aos débitos do Santa Marina aos ex-funcionários???

  • estou nas mesma posição referente a pagamento trabalhei 10 anos sai sem receber nada atê hj mh advogada disse que o juis ja deu a centença de ganho para mim mais dinheiro que e bom nd….
    existe alguem com copentencia que me possa esclarecer essa duvida
    Mari….

  • Parabéns pela atitude do Prefeito da cidade São Paulo Sr. Fernando haddad. Mas antes de fazer o bem da população da sociedade temos que ter justiça em centenas de processos trabalhistas q tem aberto contra este hospital.

  • Quando vamos começar a receber nosso acordo de pagamento dos débitos trabalhistas? que foram feitos perante um juiz?

  • Boa tarde eu já estou perdendo a esperança de um dia nós receber a justiça esta com o que e nosso e não paga de que lado a justiça esta ?

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!