Desde segunda, 4 de junho, a visita assistida gratuita na estação Moema (Linha 5-Lilás) foi ampliada, mas apenas em duas horas. A parada passa a receber usuários de segunda a sábado, das 9h às 16h.

A Companhia do Metropolitano alega que a operação nesse formato é um padrão internacional para a abertura de novas estações e permite a apresentação da estação aos usuários, bem como a maturação dos equipamentos e sistemas.

Mas, no caso da estação Moema, este período está mais demorado. A estação Eucaliptos, outra da expansão de Moema, foi inaugurada em 2 de março, teve horário expandido em 19 do mesmo mês e passou a operar comercialmente em 2 de abril. Ou seja, a operação assistida durou apenas um mês.

Já a estação Moema foi inaugurada dia 5 de abril, mas dois meses depois da abertura teve apenas horário de visitação ampliado e não há previsão de quando terá início a cobrança de passagens. 

A informação oficial do Metrô é somente de que o horário de operação dessa parada será ampliado gradativamente até chegar ao funcionamento pleno, das 4h40 à meia-noite, com cobrança de tarifa, como em todo o restante da rede. 

A estação Moema, é a 12ª parada dos 16,2 km em funcionamento da Linha 5-Lilás, que está sendo ampliada até a Chácara Klabin.

Para informar sobre as alterações programadas, o Metrô emitirá mensagens sonoras pelos sistemas de som das estações e dos trens, colocará cartazes nas estações das linhas envolvidas e publicará informativos nas redes sociais. Em caso de dúvidas, os usuários têm à disposição a Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), que atende diariamente, das 5h00 à meia-noite.

Leia mais: Por que a estação Moema ainda não opera comercialmente?

Abaixo, o vídeo mais recente divulgado pelo metrô sobre o andamento das obras de expansão da linha 5, lilás:

Compartilhe:

Comente essa matéria:

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!