Jornal São Paulo Zona Sul

Competições das Paralimpíadas Escolares começaram nessa quarta, 20, no Jabaquara

---

Muita adrenalina, emoção, amor pelos esportes e talento esportivo. As Paralimpíadas Escolares acontecem todos os anos e reunem milhares de estudantes em competições eletrizantes. E tudo isso pode ser conferido de perto, aqui no Jabaquara, gratuitamente. Vale lembrar que o Brasil é um dos países campeões das Paralimpíadas e têm elenco de atletas de primeira – ou seja, as paralimpíadas escolares certamente são uma oportunidade para conhecer nossos talentos do futuro em Paraesportos.

A 12ª edição das Paralimpíadas Escolares começa na próxima terça-feira, 20. Ao todo, são 992 atletas inscritos de 24 Estados e do Distrito Federal. A cerimônia de abertura será às 19h, no Pavilhão Oeste de Exposições do Anhembi. A partir da quarta-feira, 21, as disputas serão realizadas no Centro de Treinamento Paralímpico, junto à Rodovia dos Imigrantes, no Jabaquara.

A unidade da federação com o maior número de inscritos é São Paulo, com 118 atletas. O Estado é o mais vitorioso da competição, com seis títulos no total: 2006, 2009, 2011, 2015, 2016 e 2017. Os únicos estados que não terão representantes nesta edição serão Rio de Janeiro e Piauí. A equipe fluminense é a segunda com maior número de taças, com quatro (2007, 2010, 2012 e 2013). Além de São Paulo e Rio de Janeiro, Santa Catarina também já conquistou o título das Escolares, em 2014.

Considerado o maior evento mundial para atletas com deficiência em idade escolar, as Paralimpíadas Escolares reunirão cerca de 2.200 pessoas dentre atletas, comissão técnica, voluntários e equipe de trabalho do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). A coordenação técnica do CPB avaliará os atletas para selecionar os participantes do Camping Escolar Paralímpico 2019, projeto que promove semanas de treinamento intensivo e de alto rendimento para os contemplados. A edição do ano que vem beneficiará todos as modalidades das Escolares, com capacidade para 100 atletas, ao todo.

Semelhante a 2017, serão ofertadas 11 modalidades: atletismo, bocha, basquete em cadeira de rodas (formato 3×3), futebol de 5 (para cegos), futebol de 7 (para paralisados cerebrais), goalball, judô, natação, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado. A faixa etária contemplada para as disputas é de 12 a 17 anos.

A menos de um ano para os Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019, as Paralimpíadas Escolares terão elementos gráficos que remetem ao Peru em toda sua identidade visual, desde artes nas arenas até brindes e medalhas.

Talentos do paradesporto brasileiro já passaram pelas Escolares, como os velocistas Alan Fonteles, ouro em Londres 2012, Verônica Hipólito, prata no Rio 2016, e Petrúcio Ferreira, recordista mundial nos 100m (classe T47); o nadador Talisson Glock, prata no Rio 2016; o jogador de goalball Leomon Moreno, prata no Jogos de Londres e bronze no Rio 2016; a mesa-tenista Bruna Alexandre, bronze no Rio 2016, entre outros.

Serviço

Data: 21 a 23 de novembro

Local: CT Paralímpico Brasileiro, em São Paulo – Rodovia dos Imigrantes, km 11,5 (ao lado do São Paulo Expo – próximo ao metrô Jabaquara)

Programação (sujeita a alterações):

Quarta-feira (21/11) – 8h às 12h e 14h às 18h; 

Quinta-feira (22/11) – 8h às 12h e 14h às 18h;

Sexta-feira (23/11) – 8h às 12h e 14h às 18h.

No ano passado, Paralimpíadas Escolares trouxeram muita emoção ao Jabaquara

---

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!