Uma árvore em frente sua casa precisa ser podada. Há um buraco em avenida que fica em seu caminho para o trabalho. A linha de ônibus que usa está sempre atrasada. O carnê do IPTU não chegou. Sua própria calçada está quebrada, quem tem a obrigação de consertar?

São tantos os serviços sob responsabilidade direta ou indireta da Prefeitura que muitos moradores de São Paulo ficam confusos sobre quais seriam os melhores e mais ágeis caminhos para ser ouvido e ter a informação correta.

Para tentar facilitar a vida da população, a Secretaria de Inovação e Tecnologia está atuando em diferentes frentes. Foi o que garantiu Daniel Annenberg, que comanda a pasta, em visita à Prefeitura Regional do Jabaquara. O principal objetivo é aprimorar o atendimento por telemerketing, pelo telefone 156

Ele levou vários membros de sua equipe e pediu para a prefeita Fátima Marques também reunir parte dos coordenadores de diferentes áreas na Regional. O mesmo tipo de discussão e debate vem sendo feito em toda a cidade – Annenberg pretende visitar todas as 32 regionais. “Esse diálogo é fundamental, porque muitas vezes quem está na secretaria desconhece as dificuldades enfrentadas no dia a dia por quem está à frente do atendimento”, disse o secretário.

Novos computadores e um link mais rápido têm sido instalados nas regionais para que um sistema igualmente mais moderno funcione de forma adequada e possa indicar inclusive estatísticas locais de forma mais precisa à equipe da regional.

Ao ouvir sugestões da equipe do Jabaquara, o secretário ainda chegou à conclusão de que é preciso fazer treinamentos constantes e reuniões – não só para treinar e atualizar aqueles que trabalham diretamente com a população, mas também para que as equipes que atuam à distância possam “falar a mesma língua”.

Um dos gargalos é o Serviço de Atendimento ao Cidadão, pelo telefone 156. A ideia de Annenberg é fazer com que toda e qualquer demanda do munícipe da capital possa ser feita ali. E que os atendentes de telemarketing que operam o serviço estejam devidamente preparados para não oferecer informações desencontradas.  Agilizar respostas e execução de serviço seriam consequências naturais desse processo.

O secretário também apresentou, com auxílio dos assessores, outros projetos sob responsabilidade da pasta, como o Empreenda Fácil, que simplifica e acelera os processos de abertura de empresas, reduzindo os prazos que eram superiores a 100 dias para até 5 dias; o Descomplica SP, que irá descentralizar o atendimento da Prefeitura, e o SEI (Serviço Eletrônico de Informações), que está migrando para o ambiente digital todos os processos administrativos.

Compartilhe:

Comente essa matéria:

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!