Jornal São Paulo Zona Sul

Colégio na Vila Mariana recebe posto de vacinação contra sarampo e pólio nessa sexta, 14

Nessa sexta, 14, o Colégio Anglo-Brasileiro, na Vila Mariana  terá um posto volante de vacinação gratuita de sarampo e pólio, aberto a toda comunidade e vizinhança. Qualquer pessoa pode levar crianças de 1 a 4 anos, das 13h às 15h, e evitar o risco de a doença voltar.

Novos casos de doenças consideradas erradicadas têm sido registrados e preocupado autoridades. Para evitar que o problema cresça, estão sendo implantados postos volantes na cidade que visam a facilitar o acesso da população.

Para se vacinar, é preciso levar documento de identificação e carteira de vacinação. O Colégio fica na R. Cel. Lisboa, 697 – Vila Mariana. Telefone: 5549-8188.

A orientação é que mesmo crianças com a carteirinha de vacinação em dia recebam as doses de reforço. O Brasil está livre da poliomielite desde 1989, enquanto que os últimos dois casos confirmados de sarampo no município de São Paulo, ambos importados, foram registrados em 2015. A adesão é fundamental para que essas doenças continuem fora de circulação.

Campanha

A Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo foi prorrogada até essa sexta, 14 de setembro no município. A ampliação tem como meta atingir os 95% de cobertura de ambas as vacinas. Foram aplicadas na cidade mais de 520 mil doses contra pólio (paralisia infantil) e outras 500 mil doses de tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, que representam cobertura de 88% e 87,3%, respectivamente. É importante destacar que uma mesma criança pode ter tomado as duas vacinas na mesma ocasião.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de São Paulo adotou diversas estratégias para aumentar a adesão da dose desde o início da campanha, em 4 de agosto. As ações incluíram a realização de dias “D” com abertura de postos fixos e volantes aos sábados, busca ativa casa a casa e vacinação em escolas de ensino infantil do município.

A campanha é voltada exclusivamente para crianças de 1 a 4 anos, 11 meses e 29 dias de idade.

Recomendações

Crianças menores de 2 anos de idade NÃO devem tomar simultaneamente as vacinas contra o sarampo e a febre amarela. É recomendável um intervalo de 30 dias entre as doses, sendo que a da campanha deve ser priorizada.

As vacinas contra  o sarampo e a pólio são contraindicadas para: pessoas que apresentam imunodeficiência congênita ou adquirida, como portadores de neoplasias malignas, submetidos a transplantes de medula ou outros órgãos, infectados pelo HIV; que estão em tratamento com corticosteroides em dose alta; ou que tenham alergia grave a algum componente da vacina ou dose anterior. Crianças com febre muito alta também devem evitar a aplicação.

Comentar

Teste

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!