Jornal São Paulo Zona Sul

Cadernos escolares: reciclar ou reaproveitar?

O ano letivo começou e os estudantes renovam o material escolar, geralmente investindo em novos cadernos e cadernetas, fichários, agendas, apostilas.O que deve ser feito com este material, para evitar a formação de lixo em excesso?

O primeiro passo é verificar quais deles podem ainda ser reaproveitados. Agendas pouco usadas podem se transformar em folhas de rascunho e cadernos com poucas folhas ocupadas também podem ser reutilizados, arrancando-se as páginas já escritas. As páginas arrancadas, assim como apostilas e outros materiais que não podem servir a outros estudantes nem para doação podem ser destinadas à reciclagem.

A papelaria Kalunga, por exemplo, conta com um projeto de reciclagem de folhas de caderno. Para participar, é preciso retirar as capas duras e as espirais dos cadernos. Cada quilo de folha reaproveitada vale R$ 1,50 de desconto na compra por um caderno novo.

O material arrecadado na campanha é encaminhado para a reciclagem de papel.

Todos os papeis que não podem mais ser reaproveitados podem ser também encaminhados à coleta seletiva. Verifique os horários em que os caminhões passam em sua rua e deposite folhas, apostilas e junto com outros materiais recicláveis, como plástico, vidro e metal.

Comentar

Teste

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!