Jornal São Paulo Zona Sul

Basquete sobre rodas ou 3×3? Conheça projetos para descobrir talentos

Joga bem basquete? Tem sonhos olímpicos? Curte a modalidade? Ensina? Então fique atento a dois projetos diferentes que pretendem descobrir talentos para o esporte coletivo – tanto para o basquete 3×3 quanto para o sobre rodas, paralímpico.

Paralímpico

O Projeto Futuro Paralímpico, que é gerido pelo Instituto Brasileiro de Inclusão Sociocultural (Ibisc), será o responsável pela ministração de aulas de Basquete sobre Rodas, utilizando toda infraestrutura do complexo do Centro Paralímpico Brasileiro, no Jabaquara. De acordo com Vlademir Pereira Silva, gestor do projeto, o local possui uma estrutura equiparável as melhores do mundo.

“O Centro Paralímpico Brasileiro é de primeiro mundo, pois conta com excelente estrutura e aparelhagens ultramodernas, figurando entre os maiores do mundo. A expectativa é ministrar aulas para o adulto e para a base também”, relatou.

O Instituto Brasileiro de Inclusão Sociocultural (Ibisc) acredita que o esporte é uma forte ferramenta de sociabilização de crianças e adolescentes, podendo interferir positivamente contra a incidência de drogas e a evasão escolar, sem falar na inclusão. “O esporte é essencial para uma melhor qualidade de vida assim como o conhecimento faz diferença no mundo em que vivemos, o movimento está em nossas vidas como uma necessidade vital do ser humano para as crianças e adolescentes o esporte proporciona momentos ricos em sua aprendizagem”, relatou Vlademir.

O Centro Paralímpico Brasileiro fica na Rodovia dos Imigrantes Km 11.5, Jabaquara.

Basquete 3×3

A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), em parceria com a Federação Paulista de Basquete (FPB), lança no próximo fim de semana o Polo de Incentivo ao Basquete (PIB) 3×3. A ação contará com um workshop nesse sábado (9), a partir das 9h, no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), destinado a profissionais que tenham interesse em trabalhar com a modalidade. O lançamento oficial será no domingo (10), às 9h, com jogos demonstrativos no Centro Esportivo Tietê.

O basquete 3×3 estreará como modalidade olímpica em Tóquio 2020 e caiu no gosto dos praticantes por sua dinâmica, simplificação de regras e infraestrutura, além de contar com uma atmosfera empolgante, música e uma pitada de cultura urbana. A SEME trabalhará desde a formação de profissionais técnicos e implantação de aulas gratuitas nos Centros Esportivos, a promoção de festivais e o intercâmbio entre equipes.

No sábado, o workshop terá início às 9h, no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP). O evento aprofundará a discussão sobre a modalidade e regras específicas. Serão disponibilizadas 100 vagas nesta primeira etapa do cronograma. As inscrições podem ser feitas no email karaujo@prefeitura.sp.gov.br enviando nome completo, telefone e número de identidade (RG). Os inscritos receberão resposta formalizando a participação.

No domingo (10), no Centro Esportivo Tietê, acontecerá uma festa de lançamento com duas partidas demonstrativas, com música ao som de DJ’s, MC’s e locutores. Após as disputas, a estrutura montada e as quadras ficarão disponíveis para o público.

A SEME com o PIB 3×3 em outros quatro Centros Esportivos, incluindo o de Vila Guarani, na Zona Sul.

O workshop será sábado, 9, às 9h, no auditório A, do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP): Avenida Ibirapuera, 1.315 – Vila Clementino.

O lançamento será no domingo, 10, às 9h, no Centro Esportivo Tietê: Avenida Santos Dumont, 843.

Comentar

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!