A Prefeitura tem apenas sete feiras orgânicas em funcionamento na capital. Uma delas, chamada Feira de Orgânicos do Ibirapuera, funciona dentro da área da Prefeitura Regional de Vila Mariana. Mas, no que depender do CADES (Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável) Vila Mariana, mais uma será criada.

“Estamos estudando a implantação da Feira no modelo ‘evento’, por um período experimental de 90 dias, na Avenida José Maria Whitaker”, diz o Prefeito Regional de Vila Mariana, Benê Mascarenhas, que também preside o CADES.

A ideia, segundo Mascarenhas, é que a feira aconteça às quintas, das 18h às 21h. “Mas, para que a ideia se concretize precisamos definir algumas regras, incluindo a instalação de banheiros químicos na Feira”.

A avenida José Maria Whitaker, na divisa entre Planalto Paulista e Mirandópolis, conta com uma área onde já são promovidas feiras livres comuns, às terças, quintas e sextas-feiras. Caso a ideia da feira orgânica se concretize, vai haver necessidade de limpeza e organização entre o horário final dela – por volta da 21h da quinta – e o início da montagem das barracas da feira livre comum das sextas, que geralmente têm início por volta de 3h ou 4h da manhã.

No Jabaquara, há também uma Feira de Orgânicos às quartas, junto ao terminal Jabaquara do metrô, na esquina das ruas Anita Costa e dos Comerciários. Mas, ali, o projeto é de responsabilidade da Secretaria de Estado da Agricultura, enquanto as demais feiras orgânicas da cidade são comandadas pela Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego.

Agenda 2030

Além de ter um Conselho do Meio Ambiente forte, a Prefeitura Regional de Vila Mariana também conta com grupo que discute a implantação da chamada Agenda 2030. A agenda reúne um conjunto de resoluções tomadas na conferência internacional Eco-92, realizada no Rio de Janeiro em 1992, pela ONU (Organização das Nações Unidas). Entre as resoluções, há a necessidade de planejamento e ordenação no uso dos recursos da terra e educação como forma de conscientização para proteção ao meio ambiente.

Compartilhe:

Comente essa matéria:

WhatsApp chat Receba as edições por WhatsApp!